CPDOC promove seminário sobre experiências corporativistas latino-americanas e ibéricas
Ciências Sociais
22 Junho

CPDOC promove seminário sobre experiências corporativistas latino-americanas e ibéricas

I Seminário "Novas Perspectivas sobre o Corporativismo" será realizado no auditório 908 do edifício-sede da FGV, no Rio de Janeiro, e abordará experiências corporativas latino-americanas e ibéricas.

A Escola de Ciências Sociais da FGV (CPDOC) realiza, nos dias 26 e 27 de junho, das 9h30 às 17h30, o I Seminário Novas Perspectivas sobre o Corporativismo. O evento será realizado no auditório 908 do edifício-sede da FGV, no Rio de Janeiro, e abordará experiências corporativas latino-americanas e ibéricas.

A primeira mesa terá como tema Corporativismo, ditadura e democracia. O assunto será abordado por António Costa Pinto, da Universidade de Lisboa (O corporativismo entre autoritarismo e a democracia. Difusão, conceitos e práticas), Claudia Viscardi, da Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF (Corporativismos: uma análise conceitual e historiográfica) Martí Marín Corbera, da Universitat Autònoma de Barcelona (Fascismo y corporativismo. Un análisis del desarrollo de la dictadura franquista, 1936-1975) e Paula Borges Santos, Universidade Nova de Lisboa (Corporativismo e reforma institucional: o caso português -1933-1974). Antonio Luigi Negro (UFBA) será o debatedor da mesa, que terá mediação de Marco Aurélio Vannucchi (CPDOC).

Já a segunda mesa será voltada para discussões sobre a formulação e veiculação de ideias corporativas, com participação de Larissa Rosa Corrêa, da PUC-RJ (Entre o corporativismo e o anticomunismo: a Escola de Líderes Sindicais), Leandro Pereira Gonçalves, da PUC-RS (A tríade corporativista integralista: Plínio Salgado, Gustavo Barroso e Miguel Reale), e Luciano Aronne, também da PUC-RS (Ordem social e desenvolvimento econômico: um corporativismo à brasileira). O debatedor será Fernando Perlatto, da UFJF, com mediação de Américo Freire, do CPDOC.

No segundo dia de evento, os debates terão enfoque no corporativismo, dominação social e representação de interesses. Serão apresentados os trabalhos “El corporativismo de mediados del siglo XX en Colombia”, de Helwar Hernando Figueroa Salamanca (Universidad Industrial de Santander, Colômbia), “Corporativismo y control sindical en Paraguay. Análisis de sus orígenes, actores y marcos institucionales”, de Ignacio González Bozzolasco (Universidad Católica de Asunción, Paraguai), “Classe média e corporativismo no Brasil”, de Marco Aurélio Vannucchi (CPDOC), e “Notas sobre corporativismo e empresários no Brasil”, de Paulo Roberto Neves Costa (UFPR). A mediação será feita por Paulo Fontes (CPDOC), com Renato Boschi (UERJ) como debatedor.

A última mesa do seminário vai falar sobre as experiências corporativas sob perspectiva comparada. O painel vai apresentar os trabalhos “Tipos de corporativismo en América Latina. Un aporte desde la sociología histórica comparada”, de Agustin Santella (Universidad de Buenos Aires - UBA), “O corporativismo como instrumento de economia dirigida – corporativismos históricos, economia e instituições”, de Álvaro Garrido (Universidade de Coimbra, Portugal), “El corporativista social en los años sesenta: entre la ‘Revolución Argentina’ (1966-1973) y la ‘Revolución en Libertad’ (1964-1970) ”, de Gabriela Gomes, (UBA e Universidad Nacional de General Sarmiento, Argentina).

Os interessados em participar do evento devem se inscrever pelo site