Encontro propõe criação de princípios para combater corrupção em empresas estatais
Direito
07 Julho 2017

Encontro propõe criação de princípios para combater corrupção em empresas estatais

O coordenador do Centro de Justiça e Sociedade (CJUS), professor Michael Mohallem, o docente Beto Vasconcelos e o pesquisador Guilherme France representaram a Direito Rio no encontro. A TI foi representada pelo diretor do Programa Brasil, Bruno Brandão, e pela coordenadora da iniciativa, Claudia Sanen.

Projeto da Transparência Internacional (TI) – Programa Brasil e da Escola de Direito do Rio de Janeiro da FGV (Direito Rio), a segunda reunião do “Conselho Consultivo da Iniciativa de Integridade para Empresas Estatais Brasileiras” foi realizada no dia 23 de junho. A atividade é ligada a um projeto internacional da TI, cujo objetivo é desenvolver princípios globais para o combate à corrupção em empresas estatais.

O coordenador do Centro de Justiça e Sociedade (CJUS), professor Michael Mohallem, o docente Beto Vasconcelos e o pesquisador Guilherme France representaram a Direito Rio no encontro. A TI foi representada pelo diretor do Programa Brasil, Bruno Brandão, e pela coordenadora da iniciativa, Claudia Sanen.
 
O Conselho Consultivo é composto de funcionários de empresas estatais federais e estaduais que atuam na área de compliance, governança corporativa e gestão de riscos. A reunião contou com a participação de membros de empresas como a Petrobras, Eletrobras, BNDES, Caixa, EMGEPRON, INFRAERO e CODESP, os quais ofereceram suas perspectivas únicas sobre a iniciativa e seus rumos futuros.

As discussões contaram ainda com as contribuições dos convidados Jorge Hage, ex-ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), e Fabian Bornhorst, representante do Fundo Monetário Internacional (FMI) no Brasil