Inflação para famílias de baixa renda avança em outubro
Economia
08 Novembro 2017

Inflação para famílias de baixa renda avança em outubro

Cinco das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação: Habitação, Alimentação, Saúde e Cuidados Pessoais, Comunicação e Despesas Diversas.

Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) do mês de outubro apresentou variação de 0,42%, taxa 0,67 ponto percentual (p.p.) acima da apurada em setembro, quando o índice registrou variação de -0,25%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 1,89%, no ano e, 2,14%, nos últimos 12 meses. Em outubro, o IPC-BR registrou variação de 0,33%. A taxa do indicador nos últimos 12 meses ficou em 3,16%, nível acima do registrado pelo IPC-C1.

Cinco das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação: Habitação (-0,33% para 1,06%), Alimentação (-0,77% para 0,31%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,03% para 0,21%), Comunicação (-0,05% para 0,60%) e Despesas Diversas (0,27% para 0,49%). Nestes grupos, os destaques partiram dos itens: tarifa de eletricidade residencial (-2,72% para 4,16%), hortaliças e legumes (-7,88% para 11,04%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,50% para 0,08%), tarifa de telefone móvel (-0,14% para 1,49%) e cigarros (0,56% para 1,05%), respectivamente.

Em contrapartida, os grupos: Transportes (0,18% para -0,20%), Vestuário (0,63% para 0,07%) e Educação, Leitura e Recreação (0,37% para -0,08%) apresentaram decréscimo em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, destacam-se os itens: gasolina (2,95% para -0,01%), roupas (0,95% para 0,17%) e passagem aérea (12,51% para -9,42%), respectivamente.

A próxima divulgação do IPC-C1 acontecerá no dia 6 de dezembro. Para mais informações, acesse o site.

Eventos