Eleições 2022: Violência e criminalidade despontam como tema central do debate público

O debate sobre violência/criminalidade registrou um aumento de mais de 50% no volume de menções.
公共政策
04 八月 2022
Eleições 2022: Violência e criminalidade despontam como tema central do debate público

Tema central no último ciclo eleitoral, corrupção vai progressivamente sendo substituída pelo debate sobre criminalidade e violência em 2022, associadas às menções aos dois principais candidatos à presidência da República - Lula e Bolsonaro - que ultrapassam 20% em julho. É o que mostra análise produzida pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV DAPP) sobre o debate eleitoral de 2022.

Sobre os lados políticos, a direita e a esquerda empatam em volume de perfis, mas apoiadores de Bolsonaro representam 53% das interações. A terceira via ocupa 6,2% dos perfis no debate que, entre 1º de janeiro e 18 de julho de 2022, observou, por diferentes ângulos, o debate sobre segurança nas menções às eleições e aos presidenciáveis.

Predominante em todo o período entre os subtemas de segurança, o debate sobre violência/criminalidade registrou um aumento de mais de 50% no volume de menções e o alargamento da distância para outros temas a partir do mês de junho.

O aumento no debate sobre violência/criminalidade esteve fortemente associado à mobilização entre perfis de apoio a Bolsonaro, que direcionaram críticas e repercutiram declarações do ex-presidente Lula sobre sua participação nas negociações para a soltura do empresário Abílio Diniz, em sequestro ocorrido em 1989.

A análise se divide em cinco frentes:

1) No mapa de interações, busca identificar o tamanho e discurso dos campos políticos no debate sobre violência e criminalidade no Twitter;

2) Um gráfico de evolução e barras analisa a evolução de menções a subtemas de segurança, identificando o crescimento do debate sobre violência e criminalidade a partir de junho;

3) Em seguida, é realizada uma análise de associação dos presidenciáveis com o debate sobre violência e criminalidade, registrando o aumento expressivo da relação nas menções a Lula e Bolsonaro; 

4)  Esse resultado leva a um aprofundamento em relação aos discursos associados aos líderes das pesquisas, em nuvens de palavras que buscam capturar as variações discursivas da associação desde o início do ano;

5) Por fim, é realizada uma análise dos links com mais interações sobre esse debate no Facebook em diferentes períodos do ano.

Veja abaixo o Mapa de interações do debate violência/criminalidade no debate sobre presidenciáveis no Twitter
 

Período: 1º de maio a 18 de julho de 2022

Para ter acesso a pesquisa completa, acesse o site.

Our website collects information from your device and your browsing and uses technologies such as cookies to store it and enable features, including: improve the technical functioning of the pages, measure the website's audience and offer relevant products and services through personalized ads. For more information about this Portal, access our Cookie Notice and our Privacy Notice.