Artigo sobre fake news recebe menção honrosa da Associação Brasileira de Pesquisadores Eleitorais

O estudo “Não tenho provas: fraudes nas urnas e intenção de voto no Brasil” analisou probabilidade de os eleitores acreditaram em fraude nas urnas e como isso afetou os resultados das eleições
Comunicação
26 十月 2023
Artigo sobre fake news recebe menção honrosa da Associação Brasileira de Pesquisadores Eleitorais

Os professores e pesquisadores da Escola de Comunicação, Mídia e Informação da FGV (ECMI) Victor Piaia, Sabrina Oliveira e Denisson Santos, receberam menção honrosa da Associação Brasileira de Pesquisadores Eleitorais (Abrapel), pela elaboração do artigo “Não tenho provas: fraudes nas urnas e intenção de voto no Brasil”, que abordou o tema das Fake News nas eleições.

O estudo analisou a probabilidade de os eleitores acreditarem em fraudes nas urnas e como isso afetou os resultados das eleições. De acordo com a pesquisa, os eleitores que votaram em Jair Bolsonaro em 2018 tinham uma probabilidade significativamente maior de acreditar em fraudes nas urnas. Além disso, os pesquisadores concluíram que quanto maior a probabilidade de acreditar nessa narrativa, menor era a chance do eleitor votar em Lula.

O pesquisador Denisson da Silva Santos contou sobre como se deu o processo de criação do artigo: “O edital previa que teríamos que explorar empiricamente os dados produzidos pela associação nas últimas eleições. Para explorar esses dados partimos da ideia de investigar o papel das fake news no processo e no resultado eleitoral. Consideramos no artigo a crença em fraudes nas urnas, onde estimamos a probabilidade de acreditar em fraudes nas urnas, depois mensuramos a relação dessa probabilidade de acreditar em fraudes nas urnas com o voto”, afirma.

O artigo representa um avanço significativo no estudo das fake news no contexto eleitoral e lança luz sobre como as informações falsas podem moldar o destino de nações. O  trabalho exemplifica o potencial da pesquisa acadêmica para enfrentar os desafios críticos da era da informação e fornece uma base para futuros estudos e políticas destinadas a proteger a integridade do processo democrático.

“É uma agenda de pesquisa que a gente aqui na FGV ECMI já vem trabalhando há algum tempo. Então, eu junto com os pesquisadores Denisson Santos e Victor Piaia vimos no Prêmio Abrapel Termômetro da Campanha 2022 uma oportunidade de desenvolver este debate que vincula a desconfiança eleitoral, a desinformação e os processos de mobilização digital. São temas que ganharam proeminência no Brasil nos últimos anos. A novidade deste trabalho diz respeito ao uso político da desinformação e a influência sobre o voto, ficamos satisfeitos com o resultado e ficamos muito felizes com a premiação”, afirmou a professora Sabrina Oliveira.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.