Indicador de Incerteza da Economia recua em julho de 2019

Com o recuo de 10,7 pontos entre junho e julho de 2019, ao passar de 119,1 pontos para 108,4 pontos, o indicador atingiu o menor nível desde fevereiro de 2018 (104,3 pts)
Economics
01 August 2019
Indicador de Incerteza da Economia recua em julho de 2019

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br), elaborado pelo Instituto Brasileiro de Economia (FGV IBRE), recuou 10,7 pontos entre junho e julho de 2019, ao passar de 119,1 pontos para 108,4 pontos, o menor nível desde fevereiro de 2018 (104,3 pts).

“Embora não se disponha de evidência empírica irrefutável, a redução da incerteza econômica em julho parece estar relacionada com a aprovação do texto da Reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara e a subsequente divulgação de novos itens da agenda econômica. No front externo, o aumento da probabilidade de uma redução de juros nos EUA também contribuiu para um ambiente menos incerto. Apesar do retorno do IIE-Br à região de incerteza moderadamente elevada, deve-se ressaltar que este indicador não vem apresentando um comportamento muito estável nos últimos anos“, afirma Aloisio Campelo Jr, superintendente de Estatísticas Públicas do FGV IBRE.

O recuo do IIE-Br foi influenciado por todos os seus componentes. O componente de Mídia recuou 9,2 pontos entre junho e julho de 2019, contribuindo com -8,1 pontos para o resultado agregado. O componente de Expectativa também registrou queda no valor de 12,1 pontos no mesmo período, contribuindo com -2,6 pontos para o comportamento final do indicador.

O estudo completo está disponível no site.