Institucional

Presidência
Carlos Ivan Simonsen Leal
Presidente da Fundação Getulio Vargas

Nossa produção acadêmica não fica a dever em nada à das mais avançadas instituições de ensino do mundo, com muitas das quais inclusive mantemos convênios de intercâmbio. Assim, podemos afirmar que o limite dos horizontes da Fundação Getulio Vargas é o limite da sua imaginação. Podemos assegurar que as atividades da FGV voltam-se, desde o início de sua história, para áreas estratégicas da vida nacional, como a administração pública, a economia, a história e a área jurídica. A administração pública é essencial ao reforço do conceito positivo de burocracia do Estado, e é essencial para o Brasil ser uma grande democracia.

Importante referência de ensino no país e no exterior pelos seus programas de graduação, mestrado e doutorado, e pelos seus trabalhos de consultoria, a Fundação Getulio Vargas trabalha de coração e mente voltados para o estímulo ao desenvolvimento nacional. Como centro de excelência, no entanto, nossa preocupação é a de ser, permanentemente, uma instituição inovadora, tanto para seus alunos, como para a sociedade de uma forma geral.

A FGV é uma entidade que olha para o mundo à procura do moderno. Procuramos o que pode ser útil e adaptável ao crescimento do Brasil, de modo a transformá-lo em uma Nação mais justa e evoluída. A partir, portanto, de suas próprias reflexões e das demandas trazidas pelos ventos da globalização é que a FGV cria novos paradigmas de aprimoramento e os apresenta, quase que de imediato, ao seu público formado por executivos, profissionais e jovens estudantes em busca do conhecimento. Nossos cursos, programas e atividades acompanham, rigorosamente, a evolução das empresas e suas necessidades em termos de qualificação e especialização profissional. 

Do mesmo modo, a economia é fundamental para que tenhamos um país desenvolvido. Não seremos uma grande Nação se não possuirmos uma economia pujante, imprescindível para se elaborar planejamentos estratégicos. E estamos presentes também no Direito, porque constatamos que era preciso inovar nessa área e trazer a contribuição da nossa interdisciplinaridade. O mesmo acontecerá nos campos da Ciência Política e da História. Se a Fundação Getulio Vargas é uma instituição ímpar, pioneira em diversos projetos na área da educação superior e em projetos de assistência a empresas e órgãos da administração pública direta e indireta, bem o deve ao manancial inesgotável de talentos que compõem o quadro de seus dirigentes, professores, alunos e funcionários. Berço de ilustres personalidades como ministros, presidentes, diretores e autoridades governamentais, a FGV também evoluiu pelo esforço e pelo empenho de seus competentes professores e zelosos funcionários, sempre merecedores do nosso reconhecimento. Podemos afirmar, portanto, que desde a sua fundação, em 1944, esta casa não se limita ao seu espaço físico, seus prédios, objetos e programas. Cabe ressaltar aqui, também, a importância que representa para a FGV a manutenção de sua independência e a pluralidade de seus pontos de vista, que, aliás, também são marcas da própria FGV. O apartidarismo da instituição não a impede de propugnar políticas e ideais que ajudem a conduzir o país ao progresso e ao bem-estar econômico e social.

Missão e história

História

A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944. Seu objetivo inicial era preparar pessoal qualificado para a administração pública e privada do País. Na época, o Brasil já começava a lançar as bases para o crescimento que se confirmaria nas décadas seguintes. Antevendo a chegada de um novo tempo, a FGV decidiu expandir seu foco de atuação e, do campo restrito da administração, passou ao mais amplo das ciências sociais e econômicas. A instituição extrapolou as fronteiras do ensino e avançou pelas áreas da pesquisa e da informação, até converter-se em sinônimo de centro de qualidade e de excelência.

Marca de pioneirismo e ousadia, a Fundação Getulio Vargas inaugurou, no Brasil, a graduação e a pós-graduação stricto sensu em administração pública e privada, bem como a pós-graduação em economia, psicologia, ciências contábeis e educação. A FGV também lançou as bases para uma economia bem fundamentada, a partir da elaboração do balanço de pagamento, das contas nacionais e dos índices econômicos. Iniciativas como essas ajudaram o profissional em busca de formação e até o cidadão comum a entenderem melhor o desempenho econômico e social brasileiro.

Talento

A confiabilidade dos critérios e das ações da FGV foi construída ao longo de gerações pelo talento e a dedicação de homens da estirpe de Luiz Narciso Alves de Mattos, Eugenio Gudin, Themistocles Brandão Cavalcanti, Alexandre Kafka, Octavio Gouvêa de Bulhões, Emílio Mira y López e Mario Henrique Simonsen, entre outros, cuja força de vontade sempre superou todos os obstáculos. Graças a esses idealistas e ao seu empenho, líderes políticos e empresariais, executivos, pesquisadores e estudantes renovam continuamente a confiança na reputação e nos princípios da instituição, fortalecendo seu prestígio dentro e fora do País.

Os bens, produtos e serviços oferecidos pela Fundação Getulio Vargas contribuem, de modo permanente, para a elevação da produtividade e da competitividade de um grande número de empresas e para o aprimoramento de organismos públicos municipais, estaduais e federais. O sólido conhecimento das dinâmicas e práticas do mercado e a alta competência acadêmica e experiência internacional de seu corpo docente possibilitaram à FGV conceber uma oferta diversificada e abrangente para as necessidades e expectativas de seu público, seja da área governamental ou do setor privado.

Estímulo

Líder na criação e no aperfeiçoamento de ideias que contribuem para o desenvolvimento nacional, a FGV investe e estimula a pesquisa acadêmica, o que tem resultado em uma produção de relevância, reconhecida nacional e internacionalmente. Os temas abrangem a macro e microeconomia, finanças, direito, saúde, previdência social, pobreza e desemprego, poluição e desenvolvimento sustentável. Também são mantidos programas de pesquisa em história, ciências sociais, educação, justiça, cidadania e política

A Fundação realiza, ainda, trabalhos sob encomenda para o setor público, iniciativa privada e organismos internacionais, como o Banco Mundial. Além disso, através do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), gera e divulga, como bens públicos, indicadores e relatórios que contribuem para o direcionamento da economia brasileira.

Missão

Estimular o desenvolvimento socioeconômico nacional.

Visão

Ser reconhecida como instituição inovadora, comprometida com o desenvolvimento nacional, pela formação de uma elite acadêmica, pela geração de bens públicos nas áreas sociais e afins, garantindo a sua sustentabilidade econômica com a prestação de serviços de qualidade e elevado padrão ético.

Valores Institucionais

Trata-se de capturar o ideário nacional criando uma imagem multifacetada:

  • - É uma instituição com tradição de seriedade e competência com mais de 70 anos de serviços; porém, é inovadora e dinâmica;
  • - É uma instituição apartidária, mas com uma forte ideologia do interesse nacional;
  • - Preocupada em gerar oportunidades iguais, defende o direito à desigualdade pelo mérito;
  • - Tecnicamente procurará ser a melhor em todas as áreas que atua. 

Código de Ética

O Código de Ética é destinado a nortear as relações humanas no âmbito da Fundação Getulio Vargas e contempla os princípios universais, bem como outras recomendações específicas peculiares à Instituição, que tem caráter técnico-científico e educativo, é pessoa jurídica de direito privado, de natureza filantrópica e sem objetivo de lucro.

Dentro desse espírito, todos aqueles que mantenham vínculo de trabalho, bem como aqueles que mantenham vínculo educacional com a FGV deverão compatibilizar seus valores individuais com os estabelecidos neste Código de Ética.

Acesse a página aqui.

Estatuto FGV

Faça download aqui.

Prestação de Contas

Anualmente a Fundação Getulio Vargas publica declaração acerca de suas Unidades, de seu ideário, de suas atividades, de seus investimentos em ativo fixo, das subvenções e auxílios recebidos e de seus balanços. Faça o download aqui.

FGV em Números

5.012
alunos de graduação
1.787
alunos de mestrado
485
alunos de doutorado
839
alunos graduados
95.022
alunos em educação continuada
415
estudos e pesquisas regulares e concluídos
2.468
produções intelectuais de professores, pesquisadores e técnicos
720
promoção e copromoção de congressos e seminários
409
projetos de assessorias técnicas
286
livros editados
419
dissertações de mestrado aprovadas
100
teses de doutorados aprovadas
* Dados consolidados referentes a 2017

Annual Report 2017

Com o objetivo de oferecer total transparência sobre as principais atividades e resultados da Fundação Getulio Vargas ao longo de cada ano, o Relatório Anual (Annual Report) está disponível para o acesso da comunidade nacional e internacional a todos os números da Fundação, produção acadêmica, escolas, unidades, diretorias e centros, além de artigos sobre temas relevantes do cenário socioeconômico.

 

 

FGV no mundo

A Fundação Getulio Vargas possui uma longa tradição de excelência em pesquisa, inovação e consultoria em Administração, Economia, Direito e Ciências Sociais, além da Matemática Aplicada. Como um dos 10 melhores think tanks do mundo, a FGV aposta nos acordos de cooperação acadêmica com instituições renomadas no mundo inteiro que incluem a realização de pesquisas, projetos conjuntos e intercâmbio de alunos e professores.

Avaliações sobre a Instituição FGV

Global Go To Think Tanks Rankings
Emerging /Trendence Global Employability Ranking
Eduniversal Business Schools Ranking
Rankings do Financial Times
MEC/IGC – Índice Geral de Cursos
ENADE – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes