Aumento da gasolina pode reduzir tarifa de ônibus, aponta IBRE

Institucional
14 Agosto 2013

O pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (IBRE), Samuel Pessôa, apresentou ontem, 13 de agosto, um estudo preliminar sobre mobilidade urbana durante o seminário promovido pela Rede Nossa São Paulo. O estudo sugere que o aumento de R$ 0,50 no valor da gasolina, a partir da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) ? o tributo dos combustíveis, zerado em 2012 ?, poderia reduzir a tarifa do transporte público para R$ 1,20. Na simulação, a medida causaria uma deflação de 0,026% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), beneficiando 78% da população. Samuel Pessôa ressalta, no entanto, que esses números são preliminares e não consideram a alteração da demanda em função da variação de preços. O seminário também contou com a presença do prefeito paulistano e vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Fernando Haddad. A pesquisa completa deverá ser apresentada em breve pela FGV.