Casos de corrupção intensificam demanda por transparência, diz FGV/DAPP

O cenário mostra que o combate à corrupção e à improbidade administrativa é hoje um tema de dimensão nacional e de primeira importância no debate público brasileiro.
Institucional
12 Setembro 2014

Denúncias de corrupção que têm atingido diversos atores políticos ? de diferentes partidos e esferas de governo ? motivaram uma explosão de menções ao tema nas redes e intensificaram as demandas por transparência, evidenciando o peso crescente do tema na agenda pública. É o que aponta a Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV/DAPP) em análise publicada na edição desta sexta-feira, 12 de setembro, no jornal O Globo.De acordo com a DAPP, existe o anseio pela condenação de agentes, públicos e privados, envolvidos em denúncias, bem como um desejo de maior fiscalização, transparência, acesso à informação e ações para aumentar a confiança e a eficiência das instituições, com maior participação social. Percebe-se, em suma, a emergência nas redes de uma agenda positiva de transparência como reação.Entre o dia 4 de setembro e ontem, foram registradas nas redes sociais cerca de 121 mil menções relacionadas a corrupção e a transparência. Apenas no dia 6, foram mais de 13 mil referências à ?corrupção?. Ao longo da semana, o volume se manteve alto, mas com viés de baixa. Menções relacionadas à ?transparência? registraram crescimento ? embora em patamar menor ?, indicando que a pauta da corrupção lentamente se traduz em reivindicação por maior transparência pública.O mapa de menções à corrupção no Brasil revela o alcance do tema por meio das redes sociais, chegando a todas as regiões do país, com destaque para capitais de menor porte e para cidades do interior, responsáveis por parte significativa das referências ao tema. O cenário mostra, nesse sentido, que o combate à corrupção e à improbidade administrativa é hoje um tema de dimensão nacional e de primeira importância no debate público brasileiro.A nuvem de palavras construída a partir do termo ?transparência?, por outra parte, evidencia a dimensão pública da questão. ?Dinheiro público?, ?ficha suja?, ?ficha limpa? e ?cidadania? são termos relativos às esferas da política e da administração pública, indicando a necessidade de ações ? nos três níveis federativos ? voltadas para maior transparência na gestão do Estado, maior eficácia na alocação dos recursos públicos e mais participação social nas decisões públicas.