Centro de Políticas Sociais lança pesquisa sobre Nova Classe Média

Institucional
30 Junho 2011

O Centro de Políticas Sociais, coordenado pelo economista Marcelo Neri, lançou na última segunda (27/06) sua recente pesquisa sobre a nova classe média - Os Emergentes dos Emergentes: Reflexões Globais e Ações Locais para a Nova Classe Média Brasileira. O lançamento ocorreu em São Paulo na abertura do Seminário BASE: 1º Fórum para o Desenvolvimento da Base da Pirâmide e contou com a presença de Luis Alberto Moreno - Presidente do BID e de Luiz Ros, que fizeram a apresentação da Iniciativa Oportunidades para a Maioria.A chamada nova classe média tem ganhado destaque numa época de estagnação global. Dezenas de milhões de pessoas têm contribuído para manter a economia global girando. Em particular, os países dos BRICS que abrigam mais da metade dos pobres do mundo hoje, multiplicará até 2050 por 7 a sua relação com a renda gerada nos países do G7. No centro desta massiva transformação de pobreza presente em riqueza futura está a nova classe média dos BRICS que talvez seja a face humana mais palpável desta revolução. A presente pesquisa discute aspectos globais e locais da ascensão dos brasileiros. Inicialmente, a pesquisa analisa diferenças e semelhanças de grupos emergentes entre países emergentes. Especial destaque é dado ao grupo dos BRICS, contrastando elementos diversos, tais como: Quanto o crescimento macroeconômico se reflete no bolso do cidadão comum? Quem melhora mais em cada país: a base, o meio, ou o topo da distribuição de renda? Em que medida as transformações observadas são sustentáveis no tempo? Para além de melhoras objetivas, como estão atitudes e ações das pessoas em relação ao futuro. Segundo alguns, a nova classe média seria formada por protagonistas de plano de ascensão social, aqueles que almejam transformar sonho em realidade. Depois da crise global, qual é a expectativa da população de cada país sobre a respectiva satisfação com a sua vida no futuro? Em síntese, qual é a qualidade percebida pela população do crescimento das nações? Passando do nível global ao local, mapeamos nos mais de 5.500 municípios brasileiros a distribuição das classes econômicas pelo critério FGV. Chegando ao momento atual, a pesquisa pergunta quanto cresceu em termos líquidos diferentes estratos econômicos da sociedade brasileira no período recente? Acompanhando a trajetória de famílias individuais até maio de 2011, quantas progrediram, e quantas regrediram? Quanto educação e trabalho explicam a ascensão de classes? Por fim, quais são os elementos centrais da agenda de políticas públicas e ações privadas para a nova classe média brasileira? Confira o vídeo da pesquisa em: http://cps.fgv.br/pt-br/teaser_brics   Para acessar todo o conteúdo da pesquisa visite: http://www.fgv.br/cps/brics/

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.