Combustível para a folia: Etanol registra a maior queda e inflação do carnaval fica em 2,91%

Há outras boas notícias para os foliões: Refeições em bares e restaurantes (2,82%), Cafezinho (2,66%), Bebidas Destiladas (2,19%), Cerveja (0,93%) e Hotel (0,53%) tiveram aumento abaixo da média da Inflação do Carnaval do FGV IBRE.
Economia
25 Fevereiro 2019
Combustível para a folia: Etanol registra a maior queda e inflação do carnaval fica em 2,91%

Os foliões ganharam um combustível a mais para curtir os dias de Carnaval. Segundo levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), os produtos e serviços mais consumidos na folia registraram, em média, alta de 2,91% (IPC/FGV) entre março de 2018 e fevereiro de 2019, abaixo do IPC-10 apurado no mesmo período, que foi de 3,98%.

O destaque foi o Etanol, com queda de 2,52%. Já a Gasolina subiu 1,24% – aumento menor que o índice do período, apontando que viajar de carro pesará menos no bolso este ano. Já os donos de carro com Gás Natural Veicular (GNV) vão gastar um pouco mais, pois o item apresentou a maior alta entre todos os 23 itens analisados: 16,52%.

“Excluindo o GNV, o produto que mais subiu, o resultado é positivo para os que optarem por pegar a estrada. Além do etanol mais barato e do aumento da gasolina abaixo da inflação, outros gastos com o carro, como: Óleo lubrificante (1,75%), Pedágio (3,04%) e Serviço de reparo em automóvel (3,74%) também subiram abaixo da inflação apurada pelo IPC-10 (3,98%)”, destacou Igor Lino, pesquisador do FGV IBRE.

Há outras boas notícias para os foliões: Refeições em bares e restaurantes (2,82%), Cafezinho (2,66%), Bebidas Destiladas (2,19%), Cerveja (0,93%) e Hotel (0,53%) tiveram aumento abaixo da média da Inflação do Carnaval do FGV IBRE. Ou seja, a bebida não irá pesar tanto no bolso.

“Com certeza as bebidas ajudaram a manter o índice em um nível mais baixo: pesam 15% no orçamento da folia, enquanto as refeições e lanches fora de casa representam 51% do orçamento, e foram os itens que mais influenciaram”, apontou Lino.

Outros destaques negativos ficaram por conta de itens como Excursão e Tour (11,28%), que registrou a maior alta no período. Preservativo e Lubrificante (4,99%), Doces e Salgados (4,77%), Café da Manhã (4,59%) e Sanduíches (4,29) também subiram mais que a inflação dos produtos mais consumidos na data festiva.

Para o especialista, “a dica para os foliões é: sempre que possível leve seu lanche de casa. Além de evitar filas e estabelecimentos lotados após a folia, você ainda economiza para curtir todo o carnaval sem comprometer seu orçamento”.