Confiança do Comércio recua e atinge menor nível desde outubro de 2018

O índice acumula uma perda de 8,3 pontos nos últimos três meses, 53% da recuperação do setor no período entre outubro e dezembro de 2018.
Economia
01 Abril 2019
Confiança do Comércio recua e atinge menor nível desde outubro de 2018

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM), elaborado pelo Instituto Brasileiro de Economia (FGV IBRE), recuou 3,2 pontos em março, ao passar de 100,0 para 96,8 pontos, menor valor desde outubro de 2018 (94,4 pontos). O índice acumula uma perda de 8,3 pontos nos últimos três meses, 53% da recuperação do setor no período entre outubro e dezembro de 2018. Em médias móveis trimestrais, o indicador cedeu 2,8 pontos, após de seis meses de altas consecutivas.

“Os primeiros resultados da confiança do comércio em 2019 sugerem certa frustração e cautela dos empresários com o andamento do ritmo das vendas. As quedas dos índices, tanto de situação atual quanto de expectativas, reforçam o cenário de lenta recuperação do setor influenciado pelo elevado nível de incerteza e do arrefecimento da confiança dos consumidores ”, avalia Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio da FGV IBRE.

Em março, a confiança caiu em 9 dos 13 segmentos e foi influenciada tanto pela piora da percepção dos empresários com relação ao momento presente quanto das expectativas. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) caiu 4,2 pontos, para 89,0 pontos, menor valor desde maio de 2018 (88,9). Já o Índice de Expectativas (IE-COM), recuou 2,2 pontos, ao passar de 106,8 pontos para 104,6 pontos, patamar próximo ao observado em novembro de 2018 (104,8).

Resultado trimestral

Com os resultados de março, o Índice de Confiança do Comércio (ICOM) médio do trimestre voltou a fechar em alta em relação ao trimestre anterior, porém em ritmo muito abaixo do observado ao final de 2018. Vale ressaltar que a alta no trimestre decorre apenas da melhora do Índice de Expectativas. A queda do ISA-COM no trimestre e a recente calibragem nas expectativas sugerem que o ritmo de vendas não tenha ocorrido como era esperado para o 1º trimestre de 2019 e a velocidade da recuperação do setor deve se manter lenta.

A edição de março de 2019 coletou informações de 849 empresas entre os dias 1 e 26 deste mês. A próxima divulgação da Sondagem do Comércio ocorrerá em 26 de abril.