Congresso Internacional discute fake news e manipulação de debates eleitorais em redes sociais

“Os resultados do estudo elaborado pela DAPP revelaram a utilização de junk news por todos os polos de apoio político no segundo turno das eleições presidenciais de 2014, com maior concentração em grupos com menor penetração da mídia tradicional”, aponta o pesquisador da DAPP, Danilo Carvalho.
Políticas Públicas
09 Novembro 2017
Congresso Internacional discute fake news e manipulação de debates eleitorais em redes sociais

A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (DAPP) participou, no dia 3 de novembro, do 3º Congresso Anual organizado pelo Centro de Estudos de Meios e Sociedade na Argentina (MESO), para apresentar o estudo que apresenta comparações entre os padrões de utilização e difusão de Junk News em períodos eleitorais no Brasil e no exterior. Os pesquisadores Tatiana Terra e Danilo Carvalho apresentaram a análise para discutir o uso de robôs e notícias falsas para manipulação de debates nas redes sociais.

Esse estudo é um desdobramento do que a DAPP vem analisando a partir da manipulação do debate público por contas automatizadas nas redes que atuaram em momentos importantes da política brasileira e faz parte da linha de pesquisa aplicada Política na Rede. A Diretoria tem desenvolvido diversos estudos com objetivo de qualificar o debate público na web por meio da identificação de grupos disseminadores de informações.  O estudo "Robôs, redes sociais e política no Brasil" abriu um longo debate sobre o papel das redes sociais, que tem continuação com o trabalho apresentado no congresso.

“Os resultados do estudo elaborado pela DAPP revelaram a utilização de junk news por todos os polos de apoio político no segundo turno das eleições presidenciais de 2014, com maior concentração em grupos com menor penetração da mídia tradicional. A participação da Diretoria no congresso permitiu que nossas propostas de avanço metodológico fossem apreciadas e discutidas por pesquisadores de referência na área de conhecimento, como Pablo Boczkowski (Northwestern University) e Richard Rogers (University of Amsterdam)”, aponta o pesquisador Danilo Carvalho.

O congresso ocorre anualmente e este ano teve como tema os desafios contemporâneos dos meios de comunicação, cultura e sociedade na América Latina. Sua ideia central é difundir informações e discussões sobre os avanços no campo da comunicação, promovendo diálogo e perspectivas distintas sobre o assunto. O evento recebeu pesquisadores de Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Estados Unidos e Espanha.