Contratações devem aumentar nos próximos meses, afirma IBRE

Os componentes que mais contribuíram positivamente para a alta do IAEmp foram  os que mensuram as expectativas dos empresários em relação à tendência dos negócios, da Sondagem de Serviços, e o que mede o grau de satisfação com a situação atual dos negócios, da Sondagem da Indústria
Institucional
09 Janeiro 2014

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) do Instituto Brasileiro de Economia (FGV/IBRE) avançou 2,1% em dezembro em relação ao mês anterior, considerando-se dados livres de influência sazonal. Com o resultado, o indicador retorna ao nível de junho passado (86,9 pontos) e sinaliza o retorno a um ritmo de contratações mais parecido com o do primeiro semestre de 2013 ?  embora ainda represente uma desaceleração em relação ao mesmo período do ano anterior.Os componentes que mais contribuíram positivamente para a alta do IAEmp foram  os que mensuram as expectativas dos empresários em relação à tendência dos negócios, da Sondagem de Serviços, e o que mede o grau de satisfação com a situação atual dos negócios, da Sondagem da Indústria, com variações de 5,6% e 2,5%, respectivamente.A alta observada no IAEmp de novembro para dezembro indica que pode haver melhora na geração de emprego nos próximos meses. Expectativas são boas para aumento da contratação, comenta o economista do IBRE, Fernando Holanda Barbosa Filho. Contudo, ele sugere cautela. Tudo isso parece positivo, parece que haverá aumento na contratação nos próximos meses, mas isso pode ser mais uma vez frustrado como ocorreu nos anos anteriores. Essa tendência de aumento pode se reverter, disse, em matéria na revista Época Negócios online.O IAEmp é construído como uma combinação de séries extraídas das Sondagens da Indústria, de Serviços e do Consumidor, tendo capacidade de antecipar os rumos do mercado de trabalho no país.Clique aqui e acesse a análise completa no site do IBRE.