Dia dos Namorados registra inflação de 2,69%
Economia
12 Junho 2018

Dia dos Namorados registra inflação de 2,69%

Os serviços mais demandados na programação dos casais: teatros (-14,12%) e hotéis/motéis (-4,02%) registraram queda. No entanto, show musical (8,46%), cinemas (4,80%) e bares e lanchonetes (4,08%) subiram mais que a inflação.

Celebrar o Dia dos Namorados ficou 2,69% mais caro entre junho de 2017 e maio de 2018. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), a inflação da data comemorativa ficou abaixo da inflação apontada pelo IPC/FGV, que somou 2,87% no mesmo período.  Os serviços mais demandados na programação dos casais: teatros (-14,12%) e hotéis/motéis (-4,02%) registraram queda. No entanto, show musical (8,46%), cinemas (4,80%) e bares e lanchonetes (4,08%) subiram mais que a inflação.

A boa notícia está nos preços dos presentes, destacou o economista e coordenador do IPC do FGV IBRE, André Braz. Em média, o aumento foi de 2,19%, também menor que o índice medido pela FGV. Dentre os itens para presentear: celulares (-6,88%), livros (-2,98%) e bicicletas (-2,36%) registram queda em seus preços. Ainda neste segmento, a maior alta apurada foi nos preços dos relógios, 7,57%.