EAESP vence competição internacional de logística e supply chain

Para essa final mundial, a GM apresentou um case bastante complexo sobre o Bolt, um veículo 100% elétrico que está sendo lançado em 2017 pela montadora nos Estados Unidos. Juntamente com o novo Model 3, da Tesla, o Bolt é considerado o mais inovador e eficiente veículo entre os modelos elétricos que vêm sendo lançados por praticamente todas as montadoras.
Administração
20 Outubro 2017
EAESP vence competição internacional de logística e supply chain

A equipe da Escola de Administração de Empresas da FGV (EAESP) foi a grande vencedora da etapa global da “General Motors/Wayne State University Supply Chain Case Competition 2017”, realizada em Detroit (EUA), no fim de setembro.  Principal competição internacional de cases na área de supply chain e logística, o projeto da multinacional americana reuniu 21 escolas de negócio dos EUA e de países da Europa, Ásia e América Latina.

O caminho para vencer a etapa mundial foi longo. Para chegar a Detroit, a equipe da EAESP, formada pelo professor Alexandre Pignanelli e pelos alunos Giovanna Bragagnolo, Gustavo Forti, Sofia Cunha e William Sun, teve que superar 15 universidades brasileiras, um árduo trabalho iniciado ainda em julho. O desafio global foi ainda maior e a EAESP teve que superar algumas das melhores escolas americanas, como a Michigan State University (eliminada pela equipe da EAESP na semi-final) e a Western Michigan University (vice-campeã). No ranking do Gartner Group, por exemplo, essas duas universidades estão classificadas em 1º e 2º lugares, respectivamente, entre as melhores escolas norte-americanas de supply chain.

Para essa final mundial, a GM apresentou um case bastante complexo sobre o Bolt, um veículo 100% elétrico que está sendo lançado em 2017 pela montadora nos Estados Unidos. Juntamente com o novo Model 3, da Tesla, o Bolt é considerado o mais inovador e eficiente veículo entre os modelos elétricos que vêm sendo lançados por praticamente todas as montadoras. Os veículos movidos a eletricidade parecem indicar o futuro da indústria automobilística.

Segundo o professor Alexandre Pignanelli, a equipe da EAESP trabalhou com o desenvolvimento de uma série de soluções logísticas e de cadeia de suprimentos para o conjunto de baterias do Bolt, fabricada pela coreana LG Corporation. Por tratar-se de um carro 100% elétrico, esse componente é a parte mais crítica do veículo, e representa quase 35% do seu custo.

“Essa vitória reforça ainda mais a alta qualidade do ensino da EAESP e demonstra o nível de excelência da formação dos nossos alunos, capaz de colocá-los em destaque em um desafio tão grande quanto esse”, comemora o professor.