Editora FGV espera aumentar as vendas em 30% depois da Bienal do Livro

Institucional
08 Setembro 2011

A Bienal do Livro do Rio terminou ontem com balanço bastante positivo para a Editora FGV. A movimentação no estande montado no Riocentro foi intensa. A expectativa é que, por causa do evento, a venda mensal da Editora tenha um acréscimo de 30% em relação a agosto. ?A Bienal é uma excelente oportunidade para termos contato direto com nosso consumidor, além de conhecermos novos distribuidores de livros. Os reflexos de um evento como esse, portanto, estendem-se por meses: ganhamos pelo menos 30 novos pontos de venda em todo país após cada edição, observa Marcelo Pontes, gerente de vendas. Para a última semana da Bienal, a Editora FGV preparou vantagens especiais. Entre os dias 8 e 11, todos os títulos tiveram 30% de desconto. As ofertas estenderam-se às redes sociais: quem segue a Editora FGV no Twitter, ou curte a página no Facebook, pôde se beneficiar com 35% de abatimento nas compras realizadas no estande. A Editora FGV participa do evento desde sua primeira edição. Segundo Marcelo, o perfil de consumo mudou com o passar dos anos. Em algumas de nossas áreas, o cliente está cada vez mais jovem. No início, a faixa etária de quem comprava no estande girava em torno dos 35, 40 anos, para livros em administração e marketing. Hoje, com a busca por educação continuada começando logo após a graduação, a maioria dos nossos consumidores nesse segmento tem entre 21 e 30 anos.