Empresas debatem urgência de transformações digitais

O encontro contou com a participação de Bruno Martins, diretor de TI da TV Globo, e Pedro Nascimento, CEO da Qura Editora, que publica a MIT Sloan Management Review Brasil e a HSM Management, além de Diretor de Educação do Instituto Capitalismo Consciente Brasil
Administração
20 Setembro 2019
Empresas debatem urgência de transformações digitais

Em um período de 15 anos, a inteligência emocional será capaz de exprimir emoções. Objetos serão conectados pela Internet 5G. Em alguns países, robôs darão mais diagnósticos do que os médicos humanos; também serão capazes de assumir tarefas mais simples. Casas, roupas e brinquedos serão produzidos por impressoras 3D. Mais de 10 milhões de drones irão sobrevoar os céus. As empresas serão capazes de se adaptar e criar novos modelos de negócios neste novo mundo? Segundo os especialistas reunidos na “Master Class Inovação, tecnologia e sociedade: implicações nos negócios e oportunidades”, promovido pelo FGV IDE a em 10 de setembro, transformações tão profundas como essas se refletem no ambiente competitivo das organizações, criam novos modelos de negócio, acabam com setores inteiros, fecham vagas de emprego, mas também criam grandes oportunidades para pessoas e empresas.

“Conseguir entender as mudanças na sociedade e na economia, assim como refletir sobre qual o papel da estratégia e da transformação digital nessa mudança é uma das missões da FGV, que abre seu espaço para experiências de executivos e empresas”, explica o diretor do FGV Educação Executiva SP, Paulo Lemos.

O encontro contou com a participação de Bruno Martins, diretor de TI da TV Globo, e Pedro Nascimento, CEO da Qura Editora, que publica a MIT Sloan Management Review Brasil e a HSM Management, além de Diretor de Educação do Instituto Capitalismo Consciente Brasil.

Para o executivo da Globo, a forma de lidar com a tecnologia mudou completamente. “De apenas fornecedores de avanços tecnológicos, as empresas passaram a incorporar a tecnologia em seus processos de transformação. É preciso avançar rapidamente”.

Para Nascimento, é necessário considerar as três formas pelas quais a transformação digital pode atuar. “Enquanto o local onde ocorre a troca de produtos e serviços, como ocorrem nas empresas de economia compartilhada, dentro do processo de marketing e de vendas e como agente de avanços nos processos da operação.

Em relação ao tema de tecnologias digitais, o FGV IDE, responsável pelos programas de Educação Executiva da FGV em todo o Brasil, oferece o curso Estratégia Digital e Transformação Organizacional: da Análise à Execução, projetado para criar um ambiente rico em conhecimento e altamente qualificado sobre estratégia digital.

Os próximos encontros do Ciclo Master Class C-Level abordarão técnicas avançadas em negociação com pessoas difíceis, em 17 de outubro e, encerrando no dia 24 de outubro, com o tema experiências inovadoras de consumo.