Escolas de Direito da FGV retomam cobertura do julgamento do Mensalão

Institucional
14 Agosto 2013

As Escolas de Direito da Fundação Getulio Vargas no Rio de Janeiro e em São Paulo voltam hoje com suas parcerias na cobertura da segunda fase do julgamento da Ação Penal 470 ? mais conhecida como Mensalão.  Nesta etapa, os 11 ministros julgarão os recursos apresentados por todos os 25 réus condenados no julgamento, considerado o mais longo da história do Supremo Tribunal Federal (STF).  A Escola de Direito da FGV em São Paulo (DIREITO GV) renovou com o grupo Estado a parceria iniciada no ano passado para cobertura em tempo real e em diferentes plataformas (rádio, TV, internet e impresso), que contará com análises e explicações de especialistas da Escola sobre as decisões do Supremo Tribunal Federal acerca do caso. Para isso, a DIREITO GV recriou a ?sala de situação?, que reúne professores e pesquisadores que esclarecerão aos jornalistas as dúvidas técnicas a respeito do julgamento.  O grupo será liderado pelo professor e pesquisador do Núcleo de Justiça e Constituição, Rubens Glezer, e supervisionado pelo diretor da Escola, professor Oscar Vilhena Vieira.  Já a Escola de Direito da FGV no Rio (DIREITO RIO) retoma as parcerias com o jornal O Globo, o portal G1 e a Folha de São Paulo.  Nestes veículos será possível acompanhar o passo-a-passo do julgamento e a repercussão das decisões dos ministros, com auxílio do time de 14 professores da Escola, liderados pelo professor Joaquim Falcão e coordenados pela pesquisadora Adriana Lacombe. A versão impressa do Globo tratará as questões surgidas de forma mais aprofundada, trazendo artigos dos pesquisadores da DIREITO RIO, e a BBC Brasil acaba de publicar um pequeno guia  com ajuda do coordenador da graduação da Escola, Thiago Bottino.  A Ação Penal 470 foi instituída em 2007 pelo STF ? que recebeu as denúncias contra os acusados pelo esquema de compra de votos de parlamentares deflagrado no primeiro mandato do governo de Luís Inácio Lula da Silva. O julgamento teve início no ano passado.   * na foto, a sala de situação durante julgamento do Mensalão, no ano passado, na DIREITO GV