Estudo analisa impacto de políticas de controle da pandemia de COVID-19 na Economia e na Saúde

O modelo econômico e epidemiológico utilizado considera a mudança comportamental diante da pandemia, a incerteza das pessoas sobre sua contaminação pelo vírus e realiza uma análise de equilíbrio no qual considera-se o impacto das ações de um indivíduo em outras pessoas
Economia
03 Julho 2020
Estudo analisa impacto de políticas de controle da pandemia de COVID-19 na Economia e na Saúde

O professor da EPGE Cezar Santos e o ex-aluno Luiz Brotherhood desenvolveram o trabalho intitulado “An economic model of the Covid-19 epidemic: The importance of testing and age-specific policies”. O estudo analisa o impacto de várias políticas de contenção social tanto na saúde pública quanto na atividade econômica.
 
O modelo econômico e epidemiológico utilizado considera a mudança comportamental diante da pandemia, a incerteza das pessoas sobre sua contaminação pelo vírus e realiza uma análise de equilíbrio no qual considera-se o impacto das ações de um indivíduo em outras pessoas. ”A mudança de comportamento de uma pessoa mais velha pode ser diferente da mudança de comportamento de uma pessoa mais jovem, pois elas estão sujeitas a riscos diferentes. E como nem todos são testados, as pessoas não sabem se estão contaminadas. Com isso, abrimos a possibilidade de estudar o impacto de políticas de testagem e de analisar políticas de quarentena denominadas Smart Ccontainment (quarentena seletiva)”, afirma Cezar Santos.
 
A metodologia utilizada é a mesma considerada no artigo do Professor Cezar Santos “An Equilibrium Model of the African HIV/AIDS Epidemic”, publicado na Econometrica em 2019, e adaptado para a COVID-19 com suas particularidades.
 
O estudo, que foi matéria de reportagem da Folha de São Paulo, está disponível para consulta no site.