Evento em Brasília marca lançamento de livro sobre Habeas Corpus Coletivo para mães presas

Na ocasião, a professora Eloísa Machado debateu os avanços promovidos pelo primeiro habeas corpus coletivo da história do STF, que reconheceu a importância do Marco Legal da Primeira Infância e beneficiou milhares de mulheres gestantes ou mães que se encontravam presas e separadas de seus filhos.
Direito
12 Abril 2019
Evento em Brasília marca lançamento de livro sobre Habeas Corpus Coletivo para mães presas

Eloísa Machado de Almeida, professora de Direito Constitucional da Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP), participou de conferência com o ministro Ricardo Lewandowski na Casa ONU, em Brasília. O evento, realizado no dia 9 de abril, marcou o lançamento do livro "Pela Liberdade: a história do habeas corpus coletivo para mães e crianças". 

O evento, realizado pelo Instituto Alana e pelo Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos CADHu, debateu os avanços promovidos pelo primeiro habeas corpus coletivo da história do Supremo Tribunal Federal, o HC 143.641, que reconheceu a importância do Marco Legal da Primeira Infância e beneficiou milhares de mulheres gestantes ou mães que se encontravam presas e separadas de seus filhos.

A professora Eloisa Machado, que também foi uma das advogadas responsável pelo habeas corpus, reafirmou que “este livro concretiza uma das experiências mais relevantes em direitos humanos nos últimos anos. Contar a história desse habeas corpus coletivo nos permite entender o direito como prática emancipatória e a força que a sociedade civil tem para promoção e realização dos direitos humanos”.

A íntegra do livro está disponível para leitura no site.