FGV cria Centro de Ciência Aplicada à Segurança Pública (FGV CCAS) com apoio da FAPESP

O novo centro de estudos tem como principal objetivo gerar contribuições para a solução de questões relacionadas à segurança pública, um dos principais desafios socioeconômicos do país.
Institucional
07 Janeiro 2021
FGV cria Centro de Ciência Aplicada à Segurança Pública (FGV CCAS) com apoio da FAPESP

Uma proposta da Fundação Getulio Vargas para a criação do Centro de Ciência Aplicada à Segurança Púbica (FGV CCAS) acaba de ser aprovada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). A iniciativa é uma parceria da FGV com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Universidade de São Paulo (USP).

O novo centro de estudos tem como principal objetivo gerar contribuições para a solução de questões relacionadas à segurança pública, um dos principais desafios socioeconômicos do país. A estruturação do projeto do centro foi coordenada por pesquisadores da FGV e contou com a participação de pesquisadores de excelência das instituições parceiras. A missão deste centro é criar um arcabouço de pesquisa que acelere o uso de dados e ferramentas de inteligência artificial para a tomada de decisões na área de segurança pública, provendo a estrutura técnica e a articulação entre os atores essenciais do setor, visando estimular o desenvolvimento de ferramentas de avaliação e políticas públicas baseadas em evidências.

O projeto da FAPESP inaugura o FGV CCAS. O projeto terá base na Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV EAESP) e contará com a colaboração de professores da Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp), Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV EBAPE) e Escola de Direito de São Paulo (FGV Direito SP), além da Universidade de São Paulo (USP) e da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP). O projeto contará com um Conselho Consultivo Internacional, formado por pesquisadores de instituições reconhecidas mundialmente por suas atividades de pesquisa e inovação na área de segurança pública.

O apoio da FAPESP à criação do novo centro é parte dos resultados da chamada Ciência para o Desenvolvimento, lançada em 2019, com o objetivo de apoiar pesquisas orientadas para a solução de desafios do Estado de São Paulo, em áreas como saúde, segurança pública, alimentação e agricultura e desenvolvimento econômico. Os 12 projetos aprovados, no valor total de R$ 88 milhões, foram estruturados por consórcios de pesquisa formados por pesquisadores de universidades, secretarias de estado, instituições de pesquisa públicas e privadas no país e no exterior e empresas. Segundo Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente da FAPESP, o edital seguiu as diretrizes dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), que entraram na pauta das agências de fomento nos últimos anos. Para o diretor científico da FAPESP, Luiz Eugênio Mello, “A pesquisa orientada à missão é um caminho para o desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável”. 

Os pesquisadores principais da FGV envolvidos na criação do centro são: João Luiz Becker (FGV EAESP), Joana Monteiro (FGV EBAPE e FGV EAESP), Ciro Biderman (FGV EAESP) e Eduardo de Rezende Francisco (FGV EAESP). Também fazem parte do núcleo principal do centro o coronel Celso Luiz Pinheiro, subsecretário de acompanhamento de Projetos Estratégicos da SSP-SP, Joyce Luziara Correa, assessora técnica de Gabinete da SSP-SP, além dos pesquisadores Leandro Piquet da USP e Roberto Cardoso, da Scipopulis Desenvolvimento e Análise de Dados.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.