FGV DIREITO RIO discute futuro da democracia brasileira em Harvard

O BrazUSC foi criado por um grupo de estudantes  brasileiros que estudam nas universidades de  Harvard, Columbia e Brown. Eles identificaram a necessidade de uma plataforma de conexão entre estudantes em torno de temas e debates relacionados ao Brasil.
Institucional
07 Maio 2014

O coordenador do Centro de Justiça e Sociedade da FGV DIREITO RIO (CJUS), Daniel Vargas, esteve na Universidade de Harvard para o I Brazilian Undergraduate Student Conference (BrazUSC) ? encontro que reuniu estudantes brasileiros em universidades americanas, acadêmicos, empreendedores e líderes políticos para promover a interação entre os alunos e discutir formas de engajamento nas questões do Brasil na atualidade.No seminário, Daniel Vargas falou sobre a ascensão da classe trabalhadora e de empreendedores emergentes no país, e sobre como esses fatores influenciam a democracia brasileira. ?Discuti como surgimento desse novo grupo social já está impactando a forma como entendemos a economia, a cultura, a dinâmica social e agora começa a influenciar a política, com novos discursos, lideranças e jeitos de participar da vida pública?, esclarece.Segundo ele, tais movimentos fazem com que novos meios de engajamento na política sejam criados, gerando inovação social. ?Um número crescente de jovens em diversos países, mas também no Brasil, continuamente geram novos caminhos para enfrentar velhos problemas em áreas como educação, saúde, desenvolvimento local e gestão?, explica o professor.Também estiveram presentes no BrazUSC o empresário Jorge Paulo Lemann, além de deputados como Marcelo Freixo e Manuela D?Ávila.Sobre o BrazUSCO BrazUSC foi criado por um grupo de estudantes  brasileiros que estudam nas universidades de  Harvard, Columbia e Brown. Eles identificaram a necessidade de uma plataforma de conexão entre estudantes em torno de temas e debates relacionados ao Brasil.Queremos ouvir representantes de cada setor (público, privado e terceiro setor) contando suas experiências de carreira e desafios. A ideia é saber como a juventude pode se engajar para contribuir com o desenvolvimento do Brasil, disse o vice-diretor geral do BrazUSC, João Henrique Vogel, em matéria no site de notícias G1. De acordo com os estudantes, a ideia é fazer com o seminário seja itinerante e que no próximo ano outra instituição americana o abrigue.