FGV e ECEME dão início a 23ª edição do MBA Executivo de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército

Perante a Turma de 2021, composta por 53 oficiais das Forças Armadas, a mesa diretiva teve a oportunidade de reiterar a profícua parceria que a FGV mantém com a ECEME desde 1999, em benefício da formação dos mais altos quadros do Exército Brasileiro
Institucional
10 Março 2021
FGV e ECEME dão início a 23ª edição do MBA Executivo de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército

A FGV e a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME) realizaram, no dia 02 de março, a abertura da 23ª edição do MBA Executivo em Administração: Política e Estratégia, no âmbito do Curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército (CPEAEx). Diante do contexto pandêmico, a cerimônia foi realizada via ZOOM, e contou com uma mesa diretiva composta pelo presidente da FGV, professor Carlos Ivan Simonsen Leal; pelo comandante da ECEME, General de Brigada Marcio de Souza Nunes Ribeiro; e pelo coordenador acadêmico do MBA, professor Bianor Scelza Cavalcanti.

Perante a Turma de 2021, composta por 53 oficiais das Forças Armadas, a mesa diretiva teve a oportunidade de reiterar a profícua parceria que a FGV mantém com a ECEME desde 1999, em benefício da formação dos mais altos quadros do Exército Brasileiro.

O evento também contou com a presença do coordenador do CPEAEx, Coronel Rogério de Amorim Gonçalves; do coordenador adjunto do MBA, Guilherme Marques; do professor da EBAPE e da disciplina de Planejamento Estratégico do MBA, Álvaro Cyrino; e da analista do FGV In Company, Wilma Barbosa.

O MBA Executivo em Política, Estratégia e Alta Administração do Exército é destinado a coronéis selecionados por mérito, tendo como objetivo capacitar gestores militares a enfrentar desafios organizacionais e administrativos inerentes às suas funções, bem como habilitá-los para o assessoramento aos mais altos escalões das Forças Singulares, do Ministério da Defesa e de Órgãos do Poder Executivo.

O programa já formou 873 oficiais, tendo habilitado 117 destes ao exercício de cargos e funções de generalato, alguns dos quais assumiram papéis de destaque em áreas estratégicas de governo e da formulação de políticas públicas no país.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.