FGV e Estadão promovem série ‘Os Economistas das Eleições’
Economia
03 Agosto 2018

FGV e Estadão promovem série ‘Os Economistas das Eleições’

Marco Antonio Rocha, professor da Unicamp e responsável pelo programa do candidato do PSOL Guilherme Boulos, será o primeiro a participar da sabatina, em 7 de agosto. No dia 10, participa André Lara Rezende – ex-diretor do Banco Central durante o governo FHC, que atualmente faz parte da equipe de Marina Silva, da Rede.

Os economistas escolhidos pelos candidatos à Presidência da República para desenvolverem seu programa de governo serão sabatinados em São Paulo, entre 7 de agosto e 21 de setembro. A série “Os Economistas das Eleições”, promovida pelo jornal O Estado de S.Paulo e pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), visa aprofundar o debate sobre esse tema fundamental, e que deve dar à tônica ao processo eleitoral. Serão sete encontros, sempre das 9h às 11h40. Os economistas vão responder às perguntas de especialistas, jornalistas e da plateia.

Marco Antonio Rocha, professor da Unicamp e responsável pelo programa do candidato do PSOL Guilherme Boulos, será o primeiro a participar da sabatina, em 7 de agosto. A pesquisadora do FGV IBRE, Vilma Pinto, fará perguntas ao economista. Posteriormente, dia 10, participa André Lara Rezende – ex-diretor do Banco Central durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso e um dos responsáveis pelo Plano Real. Lara Rezende faz parte da equipe de Marina Silva, da Rede. Pelo FGV IBRE, estará no debate o pesquisador Manoel Pires.

Dia 16 de agosto será a vez de Gustavo Franco ser sabatinado por Fernando Veloso (FGV IBRE), por jornalistas e pelo público. Colaborador de João Amoêdo, candidato pelo Novo, Franco foi diretor do Banco Central e um dos idealizadores do Plano Real.

Completa as sabatinas de agosto, dia 23, Márcio Pochmann, que foi secretário municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade de São Paulo de Marta Suplicy e ex-presidente do Ipea. O economista assina o programa econômico do PT, e terá como um dos debatedores Fernando de Holanda Barbosa Filho (FGV IBRE).

Em setembro estão previstos três encontros. O primeiro com José Marcio Camargo, da equipe de Henrique Meirelles, candidato pelo MDB, terá participação de Bráulio Borges (FGV IBRE), no dia 11 de setembro. Camargo é professor da PUC-Rio e um dos responsáveis pelo programa Ponte para o Futuro. No segundo, dia 18, participa o colaborador do candidato Ciro Gomes do PDT, o economista Mauro Benevides Filho – ex-deputado estadual, acompanha Ciro desde que trabalhou como secretário de Finanças de Fortaleza, no final da década de 1980, será arguido por José Julio Senna (FGV IBRE).

A série de debates termina dia 21 de setembro com Pérsio Arida, outro economista que participou da elaboração no Plano Real e atuou como presidente do Banco Central.  Arida é responsável pelo programa econômico de Geral Alckmin, do PSDB. A economista Silvia Matos será a representante do FGV IBRE.

“Dentro do contexto atual, em que o País atravessa uma dramática crise fiscal, baixo crescimento, alta taxa de desemprego, aumento da insegurança, educação e saúde sucateadas, trazer à tona os principais problemas, num período pré-eleitoral bastante incerto é, sem dúvida, uma grande contribuição para conhecer melhor as propostas de cada candidato, ampliando o debate e informando melhor a sociedade”, diz Cláudio Conceição, superintendente do FGV IBRE e editor executivo da revista Conjuntura Econômica.

Os encontros acontecem no auditório da FGV 9 de julho, na rua Itapeva 432, Bela Vista, São Paulo e também serão transmitidos pela internet. Para mais informações e inscrições para o primeiro debate, que acontece dia 7 de agosto, acesse o site.

Agenda: