FGV e Itamaraty debatem desafios da atual ordem nuclear internacional
Políticas Públicas
06 Dezembro 2017

FGV e Itamaraty debatem desafios da atual ordem nuclear internacional

Dentre os temas discutidos estarão as perspectivas futuras de Brasil e Argentina para o regime de salvaguardas nucleares, os rumos da próxima conferência do Tratado de Não Proliferação em 2020, e, ainda, os efeitos da recente aprovação do Tratado de Proibição de Armas Nucleares.

O Centro de Relações Internacionais da FGV organiza, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, uma conferência internacional sobre o futuro do ordenamento nuclear mundial. O evento será realizado em Brasília, no Palácio do Itamaraty, nos dias 7 e 8 de dezembro.

Dentre os temas discutidos estarão as perspectivas futuras de Brasil e Argentina para o regime de salvaguardas nucleares, os rumos da próxima conferência do Tratado de Não Proliferação em 2020, e, ainda, os efeitos da recente aprovação do Tratado de Proibição de Armas Nucleares. O evento joga luz, portanto, sobre as tensões que ameaçam a estabilidade do sistema internacional.

“Num mundo onde o risco da guerra nuclear está em alta e voltou à agenda em Washington, Moscou e Pyongyang, esse tipo de debate franco entre pesquisadores e diplomatas é mais importante do que nunca”, avalia o coordenador do Centro, Matias Spektor.

A conferência conta ainda com os parceiros Carnegie Endowment for International Peace e PUC-RJ. O Centro de Relações Internacionais é sediado na Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC).