FGV e Itamaraty debatem desafios da atual ordem nuclear internacional

Dentre os temas discutidos estarão as perspectivas futuras de Brasil e Argentina para o regime de salvaguardas nucleares, os rumos da próxima conferência do Tratado de Não Proliferação em 2020, e, ainda, os efeitos da recente aprovação do Tratado de Proibição de Armas Nucleares.
Políticas Públicas
06 Dezembro 2017
FGV e Itamaraty debatem desafios da atual ordem nuclear internacional

O Centro de Relações Internacionais da FGV organiza, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores, uma conferência internacional sobre o futuro do ordenamento nuclear mundial. O evento será realizado em Brasília, no Palácio do Itamaraty, nos dias 7 e 8 de dezembro.

Dentre os temas discutidos estarão as perspectivas futuras de Brasil e Argentina para o regime de salvaguardas nucleares, os rumos da próxima conferência do Tratado de Não Proliferação em 2020, e, ainda, os efeitos da recente aprovação do Tratado de Proibição de Armas Nucleares. O evento joga luz, portanto, sobre as tensões que ameaçam a estabilidade do sistema internacional.

“Num mundo onde o risco da guerra nuclear está em alta e voltou à agenda em Washington, Moscou e Pyongyang, esse tipo de debate franco entre pesquisadores e diplomatas é mais importante do que nunca”, avalia o coordenador do Centro, Matias Spektor.

A conferência conta ainda com os parceiros Carnegie Endowment for International Peace e PUC-RJ. O Centro de Relações Internacionais é sediado na Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC).