FGV e Itaú Social apoiam desenvolvimento de currículo para educação básica em 9 cidades do Maranhão

A metodologia do curso, baseada em resolução de problemas (action learning), sendo inovadora e utilizando a ferramenta DICA (descubra, inove, construa e avalie) para nortear as formações – que também possuem mentoria
Institucional
14 Maio 2020
FGV e Itaú Social apoiam desenvolvimento de currículo para educação básica em 9 cidades do Maranhão

O Centro de Desenvolvimento da Gestão Pública e Políticas Educacionais (FGV DGPE) e o Instituto de Desenvolvimento Educacional (FGV IDE), por meio do FGV In Company, acabam de lançar o curso Currículo em Ação com o objetivo de apoiar o desenvolvimento de currículos para a educação básica alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Em parceria com o Itaú Social foi realizado a apresentação do curso para o Arranjo de Desenvolvimento da Educação (ADE) dos Guarás, formado por nove municípios da Região Litoral Norte do Maranhão (Apicum-Açu, Bacuri, Cedral, Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Mirinzal, Porto Rico do Maranhão e Serrano do Maranhão).

A metodologia do curso, baseada em resolução de problemas (action learning), sendo inovadora e utilizando a ferramenta DICA (descubra, inove, construa e avalie) para nortear as formações – que também possuem mentoria. A reunião de abertura do curso ocorreu a distância, por meio da ferramenta Zoom, e contou com a participação de dirigentes municipais de educação e suas equipes técnicas, entre eles o presidente do ADE dos Guarás, Danilo Veras, e a assessora técnica, Gorethi Camelo; além das equipes do Itaú Social e da FGV. Na ocasião, o presidente Danilo Veras afirmou que os municípios receberam com entusiasmo a proposta de construir um currículo integrado para a educação infantil e o ensino fundamental do ADE dos Guarás, em harmonia e considerando as características regionais.

O curso será coordenado pela professora Jaana Nogueira, do FGV DGPE, e operacionalizado pela equipe do FGV IDE (FGV In Company). A turma, por sua vez, será composta por professores e representantes do quadro técnico das secretarias. O início do curso está previsto para maio e deverá ocorrer até outubro, com aulas interativas mediadas por tecnologia e tutoria.