FGV integra comitê do programa Rio Capital da Energia

Entre as funções do órgão estão a análise do cenário nacional de oferta e demanda de energia e a proposição de políticas que assegurem não só o atendimento à demanda energética atual do estado, bem como seu crescimento de forma sustentável.
Institucional
21 Março 2014

A Fundação Getulio Vargas, através da FGV Energia, passa a fazer parte do Rio Capital da Energia ? programa do governo do estado do Rio que tem o objetivo de mobilizar a sociedade e promover a concentração de recursos em torno do setor energético, fazendo do Rio de Janeiro uma referência mundial em racionalização, inovação tecnológica e sustentabilidade ambiental na área.A participação da FGV Energia no Comitê Estratégico da iniciativa foi decretada no dia 14 de março pelo governador Sérgio Cabral e publicada no Diário Oficial. Entre as funções do órgão estão a análise do cenário nacional de oferta e demanda de energia e a proposição de políticas que assegurem não só o atendimento à demanda energética atual do estado, bem como seu crescimento de forma sustentável.De acordo com o documento que instituiu a criação do programa, o Rio Capital da Energia leva em consideração a importância do Rio de Janeiro para a segurança energética do país.  O estado é principal produtor de petróleo, gás natural e o maior gerador de energia térmica, a gás e nuclear, bem como sede das principais empresas brasileiras e estrangeiras do setor energético.O decreto destaca ainda que a produção de petróleo fluminense representa 85% da produção nacional, sendo responsável pela produção de 28 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia ? o equivalente a 45% do total nacional. Além disso, o estado do Rio de Janeiro é referência mundial no debate sobre desenvolvimento sustentável.Clique e conheça o Rio Capital da Energia.