FGV realiza segunda etapa de projeto que discute desafios do Atlântico
Economia
10 Abril 2018

FGV realiza segunda etapa de projeto que discute desafios do Atlântico

O evento irá resultar em um livro que será publicado até o final deste ano, e será divulgado no site do projeto como fonte aberta para acesso a estudantes, acadêmicos e formadores de opinião. 

O Núcleo de Prospecção e Inteligência Internacional (FGV NPII) realizou, entre os dias 21 e 23 de março, no Rio de Janeiro, a “Conferência de Economia e Comércio Internacional” e o “Seminário para Estudantes e Jovens Pesquisadores”, ambos eventos do projeto Jean Monnet Network on Atlantic Studies. As iniciativas fazem parte da segunda etapa do projeto, que trata do tema ‘Economia no Atlântico’, e é fruto de uma parceria entre 10 instituições de pesquisas distribuídas pelos quatro continentes banhados por este oceano.

O “Seminário para Estudantes e Jovens Pesquisadores”, realizado no dia 21, teve a participação de mais de 50 estudantes de diferentes instituições e cursos variados, que puderam debater com renomados acadêmicos internacionais, os desafios de energia, dinâmica comercial e segurança humana na Bacia do Atlântico. O evento foi muito bem avaliado pelos participantes, e permitiu despertar em uma próxima geração de acadêmicos e pesquisadores a preocupação com o futuro do Atlântico.

A “Conferência de Economia e Comércio Internacional”, realizada nos dias 22 e 23 de março, foi aberta pelos professores Renato Flôres (diretor do FGV NPII) e Rubens Penha Cysne (diretor da FGV EPGE - Escola Brasileira de Economia e Finanças), que enfatizaram a abordagem multicontinental e multidisciplinar do projeto para um entendimento moderno das relações comerciais no Atlântico. As sessões contaram com a presença de palestrantes de diferentes países, como Portugal, México, Espanha, Marrocos, África do Sul, Estados Unidos, Brasil e Bélgica, permitindo uma ampla visão sobre a economia e diversas sinergias e troca de experiências.

Os objetivos foram: abordar as continuidades e mudanças na conectividade comercial no espaço do Atlântico; comparar a experiência com os esforços de integração sub-regional; explorar o impacto das negociações no Atlântico; e obter uma maior compreensão de como o envolvimento econômico asiático no Hemisfério Atlântico está mudando o comércio, o investimento e outros vínculos econômicos.

O evento do dia 22 foi finalizado com a participação especial do embaixador da União Europeia no Brasil, João Gomes Cravinho, que proporcionou um melhor entendimento sobre o papel da União Europeia como ator Atlântico, suas experiências e a sua relevância como parceiro comercial.

No dia 23 de março, foi realizada uma mesa redonda, presidida pelo professor Renato Flôres, com a participação de Carlos Mariani (CEBRI), Daniel S. Hamilton (Johns Hopkins Univ. SAIS - School of Advanced International Studies), Renato Baumann (Ministério do Planejamento) e Roberto Fendt (Conselho Empresarial Brasil-China). O debate esteve direcionado às perspectivas futuras e à forma dos acordos comerciais na região atlântica. 

O evento irá resultar em um livro que será publicado até o final deste ano, e será divulgado no site do projeto como fonte aberta para acesso a estudantes, acadêmicos e formadores de opinião. 

Para mais informações, consultar o site do projeto ou o do site do FGV NPII.