FGV/EBAPE debate utilização de recursos dos royalties na educação básica

Convidada pelo procurador da República Eduardo Santos de Oliveira e também pelo Grupo Nacional de Ação e Estratégia para Assuntos de Petróleo (GAEPE), a professora Fatima Bayma participou do painel ?Construindo estratégias: a otimização da educação básica com os recursos dos Royalties.
Institucional
05 Maio 2014

A professora da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV/EBAPE) Fatima Bayma foi uma das palestrantes do ?Fórum Nacional Royalties e Direitos Humanos?, que aconteceu em Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro.Convidada pelo procurador da República Eduardo Santos de Oliveira e também pelo Grupo Nacional de Ação e Estratégia para Assuntos de Petróleo (GAEPE), Fatima participou do painel ?Construindo estratégias: a otimização da educação básica com os recursos dos Royalties?, em que falou sobre a importância da utilização dos royalties oriundos da exploração do petróleo e gás natural na formação, valorização dos professores do ensino básico no Brasil e a efetiva implantação do ensino em tempo integral nas escolas. Também fizeram parte do painel o assessor da Ação Educativa Assessoria, Pesquisa e Informação e membro do Comitê Diretivo da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Salomão Barros Ximenes, e a professora do curso de Geografia da Universidade Federal Fluminense (UFF) Elzira Lúcia Oliveira.O Fórum Nacional Royalties e Direitos Humanos reuniu dezenas de especialistas para promover o debate acerca da utilização dos recursos dos royalties como fator de desenvolvimento humano, alinhado à abordagem proposta pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).Clique aqui e saiba mais sobre o fórum.