Guia da União Europeia desenvolvido em parceria com a FGV DAPP orienta monitoramento de mídias sociais para eleições

Documento elaborado por ONG alemã debate robôs, desinformação e outras interferências na política no meio digital
Políticas Públicas
29 Novembro 2019
Guia da União Europeia desenvolvido em parceria com a FGV DAPP orienta monitoramento de mídias sociais para eleições

A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP) colaborou com a elaboração do “Guia para a Sociedade Civil de Monitoramento de Mídias Sociais para Eleições”, documento recém-lançado pelo Democracy Reporting International (DRI). Na publicação, há extensa análise sobre o impacto de robôs, desinformação e de outros tipos de ação para as redes sociais enquanto centro do debate sobre processos eleitorais, ajudando a entender como podem afetar a democracia.

A FGV DAPP, em particular, deu contribuições ao documento quanto à metodologia linguística de identificação de temas, atores e instituições, a partir de dados públicos em redes sociais, para o monitoramento do debate público no ambiente digital; e, também, com a apresentação de estudos realizados ao longo dos últimos anos sobre a ação de redes automatizadas, nacionais e internacionais, no processo eleitoral brasileiro, assim como sobre a propagação de notícias falsas e conteúdos difamatórios na web.

Este trabalho, que busca tornar as discussões na esfera pública digital mais transparentes, é desenvolvido no âmbito do projeto Sala de Democracia Digital, que teve início nas eleições de 2018, no Brasil, e hoje colabora também para a qualificação do debate público em outros países na América Latina. As análises do Guia baseiam-se, principalmente, na própria experiência de pesquisadores e jornalistas do DRI com monitoramento de mídias sociais em países de Europa, África e Ásia, com ênfase no acompanhamento digital do debate político em regiões de instabilidade democrática ou restrição a direitos civis na internet.

O documento do DRI contou com a participação de 20 especialistas de todo o mundo no contexto do programa "Supporting Democracy", uma iniciativa financiada pela União Europeia (UE). Pesquisadores da FGV DAPP, a convite dos organizadores, participaram de dois encontros preliminares de discussão sobre o documento, junto aos demais especialistas, em escritório do Parlamento Europeu, em Bruxelas, na Bélgica.

O DRI é uma organização parceira da FGV DAPP baseada na Alemanha, que objetiva promover uma maior participação política da sociedade, a responsabilização de órgãos estatais e o desenvolvimento de instituições democráticas em todo o mundo. Este Guia integra uma série de práticas recomendadas pelo DRI que buscam contribuir com a democracia.

O guia está disponível em inglês e francês no site.