História, conquistas e legado: webinar presta homenagens à vida e obra do professor Carlos Langoni

Encontro será transmitido ao vivo no dia 9 de julho, a partir das 14h e contará com a participação do Ministro da Economia, Paulo Guedes.
Institucional
07 Julho 2021
História, conquistas e legado: webinar presta homenagens à vida e obra do professor Carlos Langoni

A EPGE Escola Brasileira de Economia Finanças da Fundação Getulio Vargas (FGV EPGE) promove no próximo dia 9 de julho, sexta-feira, às 14h, um evento de homenagem póstuma ao professor Carlos Langoni, que reunirá o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal, o diretor e o vice-diretor da FGV EPGE, respectivamente Rubens Penha Cysne e Aloisio Araujo. O evento será transmitido ao vivo pela plataforma Zoom e pelo canal da FGV no Youtube.

Durante o encontro, serão abordados o legado e as contribuições do professor Langoni para o desenvolvimento econômico brasileiro, bem como sua trajetória e pioneirismo nos campos acadêmico e profissional. O evento também contará com a participação dos economistas Joaquim Levy (Diretor de Estratégia Econômica e Relações com Mercados na Safra), José Júlio Senna (Pesquisador do FGV IBRE), Marcelo Neri (Diretor do FGV Social e Professor da FGV EPGE), Roberto Castello Branco (Membro do Conselho de Administração da Vale), Carlos Eduardo de Freitas (Membro do Conselho Regional de Economia do Distrito Federal), Edy Luiz Kogut (Presidente do Conselho de Administração na Petrobras Distribuidora) e Sergio Werlang (Assessor da Presidência da FGV e Professor da FGV EPGE). 

Trajetória e legado de Carlos Langoni

Nascido em 24 de julho de 1944, Langoni interagiu com a Fundação Getulio Vargas desde a infância, tendo sido aluno do Colégio Nova Friburgo, pertencente à instituição, com nove anos de idade. Formou-se em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Foi o primeiro brasileiro a obter o doutorado em Economia na Universidade de Chicago em 1970.

Na década de 70, começou a lecionar na FGV EPGE tornando-se em 1973, aos 29 anos, diretor da Escola. Durante sua gestão, já em 1975, deu início ao primeiro programa de doutorado em Economia no país, criando condições para que a FGV tivesse, pela primeira vez, um grupo de professores em tempo integral.

Em agosto de 1979, Langoni assumiu a Diretoria da Área Bancária do Banco Central. Nesse período, criou o Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic), um dos primeiros sistemas no mundo a assegurar a liquidação virtual de transações com títulos públicos. Em janeiro de 1980, assumiu a presidência do Banco Central do Brasil, permanecendo no cargo até setembro de 1983.

Em 1985, foi designado para exercer as funções de Diretor de Centro de Estudos Econômicos Internacionais da FGV EPGE. Na área privada, foi Chief Executive Officer (CEO) do grupo NM Rothschild no Brasil entre 1989 e 1997. Em toda a sua trajetória como homem público, mesmo com algumas interrupções, nas quais foi atender ao interesse da Nação, Carlos Langoni sempre esteve ligado à FGV, tornando-se uma das referências da instituição.

Para participar do evento inscreva-se pelo link.

 

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.