IBRE aponta diminuição da informalidade na economia do país

O Índice de Economia Subterrânea (IES) alcançou a marca de 15,9% em 2013, o que representa redução de 0,8 ponto porcentual em relação ao ano anterior. Este é um dos resultados de levantamento divulgado nesta terça-feira, 26 de novembro.
Institucional
27 Novembro 2013

O Índice de Economia Subterrânea (IES) ? calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (IBRE / FGV), em parceria com Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) ? alcançou a marca de 15,9% em 2013, o que representa redução de 0,8 ponto porcentual em relação ao ano anterior. Este é um dos resultados de levantamento divulgado nesta terça-feira, 26 de novembro. A estimativa absoluta é que tal economia, que contempla a produção de bens e serviços não reportada ao governo e que fica à margem do PIB nacional, supere a marca de R$ 760 bilhões este ano.Segundo o pesquisador do IBRE, Fernando de Holanda Barbosa Filho, a diminuição da informalidade sinalizada pelo indicador é um reflexo da situação vivida pelo mercado de trabalho brasileiro formal. ?O processo de formalização do emprego no país veio para ficar. Fatores como o cada vez menor crescimento demográfico, com a consequente redução de gente no mercado de trabalho, influenciam a queda do desemprego e uma taxa de desemprego baixa favorece a redução da informalidade?, comenta.Ele lembra ainda a influência da elevação do nível geral de escolaridade do brasileiro na queda da informalidade. ?Entre 2001 e 2011 houve acréscimo de 22 milhões de pessoas com educação formal?, conta Barbosa Filho. Mas apesar da leitura positiva, há que se considerar que a inesperada aceleração da queda da informalidade pode ter raízes em outros fatores pontuais, como é o caso da desoneração da folha de pagamento temporária para alguns setores da economia. ?A desoneração da folha, teoricamente, deve ter impacto na informalidade, mas ainda não há como afirmar ou fazer uma análise do impacto direto da medida na informalidade?, alerta o pesquisador.