Inflação pelo IPC-S encerra setembro com alta acumulada de 3,51% nos últimos 12 meses

Três das sete capitais pesquisadas (Recife, Salvador e São Paulo) registraram decréscimo em suas taxas de variação
Economia
03 Outubro 2019
Inflação pelo IPC-S encerra setembro com alta acumulada de 3,51% nos últimos 12 meses

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Economia (FGV IBRE) em 30 de setembro de 2019, não registrou variação, ficando 0,01 ponto percentual (p.p) abaixo da taxa apurada na última divulgação. Com este resultado, o indicador acumula alta de 2,90% no ano e 3,51% nos últimos 12 meses.

Nesta apuração, três das oito classes de despesa componentes do índice registraram decréscimo em suas taxas de variação. A maior contribuição partiu do grupo Habitação (0,35% para 0,22%). Nesta classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 1,10% para 0,27%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Vestuário (0,08% para 0,01%) e Despesas Diversas (0,06% para 0,04%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: calçados (-0,17% para -0,32%) e serviço religioso e funerário (0,24% para -0,18%).

Em contrapartida, os grupos Transportes (0,06% para 0,16%), Educação, Leitura e Recreação (0,25% para 0,31%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,24% para 0,29%) e Alimentação (-0,68% para -0,67%) apresentaram avanço em suas taxas de variação. Nestas classes de despesa, vale citar os itens: serviço de reparo em automóvel (0,03% para 0,65%), show musical (1,55% para 2,22%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,11% para 0,37%) e hortaliças e legumes (-12,08% para -11,03%).

O grupo Comunicação repetiu a taxa de variação registrada na última apuração, que foi de 0,54%. As principais influências partiram dos itens: tarifa de telefone móvel (1,24% para 1,47%), em sentido ascendente, e tarifa de telefone residencial (0,50% para 0,19%), em sentido descendente.

IPC-S Capitais

Três das sete capitais pesquisadas registraram decréscimo em suas taxas de variação. A tabela a seguir, apresenta as variações percentuais dos municípios componentes do índice, nesta e nas apurações anteriores.

A próxima apuração do IPC-S será divulgada no dia 8 de outubro.

O estudo completo está disponível no site.

IPC-S Belo Horizonte
IPC-S Brasília
IPC-S Porto Alegre
IPC-S Recife
IPC-S Rio de Janeiro
IPC-S Salvador
IPC-S São Paulo