?Inovação para o Desenvolvimento? é o tema da revista Getulio que chega às bancas

Institucional
31 Março 2011

Da primeira à última página, uma palavra impera na edição da revista Getulio, referente aos meses de março e abril, que acaba de chegar às bancas: inovação. A cada ano, aumenta a sensação de um projeto de desenvolvimento, que estará fadado ao fracasso se não contar com estímulos à inovação. Para debater os desafios da inovação no fomento ao desenvolvimento, a publicação reúne o professor Gilberto Bercovici, da USP; Alessandro Octaviani, professora da USP, da Escola de Economia da FGV e da pós-graduação da Universidade Mackenzie; o deputado federal Newton Lima Neto, ex-reitor da Universidade Federal de São Carlos,  e o diplomata Ademar Seabra da Cruz Junior, chefe da divisão de Ciência e Tecnologia do Ministério das Relações Exteriores (MRE). Os especialistas compartilham o otimismo de que o Brasil vive um bom momento político em relação ao investimento na inovação, mas que ainda há um grande trabalho pela frente. Outro destaque da edição é a entrevista do professor Ary Oswaldo Mattos Filho, que no final de março deixou a diretoria da DIREITO GV e passa a se dedicar à docência e pesquisa como professor sênior da Escola. Na entrevista, Mattos Filho rememora um pouco de sua carreira como jurista, compartilha a experiência de comandar um processo inovador de ensino jurídico e também fala um pouco dos pequenos - porém, fundamentais - prazeres da vida. A inovação também está presente no mundo das artes. Reportagens analisam o estilo de diretores de cinema que despontaram na primeira década do século, como Darren Aronofsky, responsável pela brilhante perfomance de Natalie Portman em ?O Cisne Negro?, recompensada pelo Oscar de melhor atriz em 2011.