Novo relatório aborda boas práticas de ensino remoto e recomendações para o ensino híbrido 

O documento busca apoiar as Redes de Ensino a promoverem a continuidade na trajetória escolar dos alunos visando que estes alcancem níveis adequados de aprendizado. 
Políticas Públicas
23 Setembro 2022
Novo relatório aborda boas práticas de ensino remoto e recomendações para o ensino híbrido 

O Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (FGV CEIPE) da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV EBAPE) produziu, em parceria com a Fundação Lemann e o Instituto Natura, o documento “Aprender fazendo: desafios para práticas de ensino remoto e implementação do ensino híbrido no contexto da pandemia de COVID-19”.  

Esta publicação sistematiza boas práticas de ensino remoto e apresenta recomendações para o ensino híbrido, que foram elencadas após escutas e diálogos com diversos gestores educacionais e especialistas no tema. Além disso, busca apoiar as Redes de Ensino a promoverem a continuidade na trajetória escolar dos alunos visando que estes alcancem níveis adequados de aprendizado. O documento reúne exemplos nacionais e internacionais práticos para os gestores públicos. 

Considerando os inúmeros desafios advindos da pandemia e com vistas à ampliação das discussões sobre a potencialidade do ensino híbrido no contexto educacional brasileiro, o guia técnico (em anexo) apresenta conhecimentos sobre a incorporação da tecnologia na educação, não apenas integrada a outras práticas pedagógicas, como também utilizada em momentos presencias e remotos para a aprendizagem dos alunos.  

"Esse documento é uma contribuição fundamental para auxiliar na recomposição das aprendizagens no pós-pandemia. Trata-se de um esforço coletivo de pesquisadores que objetivaram sistematizar as diversas ações de enfretamento da pandemia, na área de educação, no Brasil e no mundo. Em meio a urgência da pandemia, não havia estudos que embasassem todas as decisões nos últimos dois anos, mas com esse relatório passaremos a dispor de uma base sólida que informará melhor os gestores educacionais, professores e formuladores de políticas educacionais", ressaltou o professor Renan Sargiani, um dos autores do guia. 

Para ter acesso ao guia completo, clique no site.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.