Pesquisa mostra que empresas brasileiras batem recorde de inventários de emissões de gases de efeito estufa (GEE)

Além da divulgação dos inventários de emissões, haverá palestras com especialistas sobre os próximos desafios para uma economia de baixo carbono, levando em conta a nova conjuntura do pós-pandemia.
Administração
14 Setembro 2020
Pesquisa mostra que empresas brasileiras batem recorde de inventários de emissões de gases de efeito estufa (GEE)

O Centro de Estudos em Sustentabilidade (FGVces) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV EAESP) realizará, no dia 17 de setembro, a partir das 14h, a 12ª edição do Evento Anual do Programa Brasileiro GHG Protocol (PBGHG).

Em 2020, o PBGHG conta com a participação de um número recorde de organizações inventariantes (156 empresas-membro), de diversos setores da economia brasileira. Este número indica a relevância estratégica do tema nas empresas do país, que continuam a monitorar suas emissões, mesmo em um período de grandes dificuldades.

No evento, haverá debate sobre os próximos desafios para uma economia de baixo carbono, levando em conta a nova conjuntura do pós-pandemia. Nesse contexto, as discussões serão centradas nos desafios econômicos, científicos e de comunicação. Entre os palestrantes estão: Robert Stavins, professor da Harvard University; Carlos Nobre, presidente do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas; Monica de Bolle, economista da Universidade Johns Hopkins; e Daniela Chiaretti, jornalista especializada em meio ambienta do Valor Econômico. A mediação será de Guarany Osório, coordenador do Programa de Política e Economia Ambiental do FGVces.

Além das palestras, também serão apresentados os resultados dos inventários de emissões de gases de efeito estufa (GEE) das organizações participantes do Programa Brasileiro GHG Protocol no ciclo 2020. O monitoramento das emissões de GEE é o primeiro passo para que as empresas possam fazer a gestão das suas fontes de emissão. Por meio da análise do inventário, por exemplo, é possível verificar quais são os pontos críticos e potenciais de redução por meio de melhorias em eficiência de seus processos.

Durante o evento, também serão apresentados os resultados de uma pesquisa online feita com as empresas-membro sobre motivações e desafios nos processos de monitoramento e publicação de dados de emissão. A pesquisa traz, entre outras informações, o número de membros que possuem metas de redução de emissões ou que pretendem iniciar a gestão de suas emissões no curto prazo.

O Programa Brasileiro GHG Protocol surgiu em 2008, adaptado para o contexto nacional pelo FGVces e pelo World Resources Institute (WRI) – em parceira com o Ministério do Meio Ambiente, o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), a Embaixada Britânica no Brasil, o World Business Council for Sustainable Development (WBSCD) e 27 empresas fundadoras. Seu Registro Público de Emissões representa hoje a maior base de inventários corporativos publicamente disponíveis da América Latina.

O evento será gratuito, pelo canal oficial da FGV no YouTube. Os interessados em participar podem se inscrever pelo site.