Pesquisa em parceria com BID revela o impacto de certificações sobre equidade de gênero no Brasil

O projeto ganhou o prêmio Virada Verde do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que acompanhará a implementação da pesquisa e publicará o documento final como um relatório.
Relações Internacionais
15 Maio 2023
Pesquisa em parceria com BID revela o impacto de certificações sobre equidade de gênero no Brasil

Certificações voluntárias são cada vez mais importantes para o comércio internacional, mas seus impactos ainda exigem mais pesquisa. Nesse contexto, o professor da Escola de Relações Internacionais (FGV RI), Rodrigo Fagundes Cezar, está liderando um projeto de pesquisa sobre o impacto de certificações voltadas para a exportação sobre equidade de gênero no Brasil. Integram ainda a equipe os professores Yixian Sun (Universidade de Bath, Reino Unido) e Juliana Camargo (FGV RI).

O projeto ganhou o prêmio Virada Verde do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que acompanhará a implementação da pesquisa e publicará o documento final como um relatório. O projeto é parte das atividades do grupo de pesquisa em Comércio Internacional e Desenvolvimento Sustentável, sediado na FGV, e analisará o impacto de certificações sobre a composição dos donos de propriedades rurais no Brasil. Existe uma relação entre certificações voltadas para a exportação e aumento ou diminuição do número de mulheres donas de propriedades rurais no Brasil?

Objetivos e diferenciais do projeto

O foco do projeto é sobre municípios brasileiros com produtores que têm o certificado Bonsucro. Essa certificação visa garantir a sustentabilidade da cadeia de valor do açúcar e é acreditada pela Diretiva de Energia Renovável (RED) da União Europeia. Fazendas certificadas pela Bonsucro com base nos critérios da RED estão em acordo com as regulações ambientais europeias, hoje exigidas para fins de exportação para o bloco.

De acordo com a retórica oficial da União Europeia, essas certificações podem ajudar a reduzir o desmatamento no Brasil. Não se sabe, no entanto, quais os efeitos (positivos e negativos) que as certificações podem gerar em outras esferas socioeconômicas, incluindo em questões de gênero. Para mitigar essa defasagem, o projeto usa métodos econométricos para analisar uma base de dados original detalhando a produção de açúcar e etanol a nível municipal, assim como variáveis de gênero e outras variáveis de relevo para a pesquisa.

Este é um dos poucos projetos que analisa a relação entre certificações e gênero e o único, até onde vai o conhecimento dos autores, que analisa especificamente a relação entre certificações voltadas para a exportação e chanceladas por poderes públicos (União Europeia) e efeitos sobre igualdade de gênero.

Detalhes sobre o prêmio recebido

A chamada Virada Verde do BID premiou projetos de pesquisa originais que ajudassem a entender desafios práticos do comércio e desenvolvimento sustentável na América Latina e Caribe. A chamada teve 235 candidatos e seis selecionados, apenas um do Brasil. O projeto do Brasil é composto por pesquisadores jovens, atestando assim a capacidade da FGV de atrair talentos com potencial de geração de pesquisa aplicada de excelência.

Para obter mais informações sobre os ganhadores do prêmio, acesse o site.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.