Prévia da Sondagem da Indústria sinaliza primeira queda desde abril de 2020

A redução no resultado prévio da confiança industrial ocorre em consequência de redução da satisfação sobre o momento presente e piora das expectativas em relação aos próximos meses. O Índice de Situação Atual diminuiria 3,2 pontos, para 116,7 pontos, enquanto o Índice de Expectativas cederia 3,6 pontos, para 106,0 pontos
Economia
22 Janeiro 2021
Prévia da Sondagem da Indústria sinaliza primeira queda desde abril de 2020

prévia da Sondagem da Indústria de janeiro sinaliza queda de 3,5 pontos do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em relação ao número final de dezembro, para 111,4 pontos. Se o resultado se confirmar, essa será a primeira queda desde abril de 2020.
 
A redução no resultado prévio da confiança industrial ocorre em consequência de redução da satisfação sobre o momento presente e piora das expectativas em relação aos próximos meses. O Índice de Situação Atual diminuiria 3,2 pontos, para 116,7 pontos, enquanto o Índice de Expectativas cederia 3,6 pontos, para 106,0 pontos.

Apesar disso, o dado preliminar do Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI) indicaria aumento de 0,6 ponto percentual (p.p.), para 79,9%. Em médias móveis trimestrais, o NUCI se manteria estável (79,6%) após seis altas consecutivas.

O estudo completo está disponíve no site.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.