Professor da FGV recebe agradecimento da prefeitura de Cuiabá (MT) por estreitar laços com a Índia

O projeto visa construir na grande área verde, uma estátua no centro de um lago, galeria para informações e exposição permanente sobre Mahatma Gandhi, entre outros.
Administração
14 Outubro 2021
 Professor da FGV recebe agradecimento da prefeitura de Cuiabá (MT) por estreitar laços com a Índia

Umesh Mukhi, professor da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) e embaixador honorário cultural da Unesco Club Sorbonne, recebeu no dia 17 de setembro, uma carta de agradecimento da prefeitura de Cuiabá pelo empenho na união da cidade de Cuiabá ao país da Índia. Estavam presentes na cerimônia o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, ao lado de Alex de Deus, gestor do Centro de Inteligência de Desenvolvimento Sustentável de Cuiabá e Mainardo Freire Aragão, jornalista e advogado.

O projeto visa construir na grande área verde, uma estátua no centro de um lago, galeria para informações e exposição permanente sobre Mahatma Gandhi, estátuas que contarão a história da Índia, espaço exclusivo para meditação e yoga. Além disso, irá valorizar a arborização do local.  

"Foi uma recepção de altíssimo nível. O embaixador Suresh é um homem elegante, educado e acima da média. Me deixou à vontade para falar sobre o projeto Parque da Paz e outros assuntos ligados a Cuiabá. Por isso, quero dar essa carta de reconhecimento ao professor e Dr. da FGV, Umesh, por estreitar essa relação que está começando entre Cuiabá e índia. Agradeço com esse singelo ofício de agradecimento e reconhecimento pelo grande trabalho que nos proporcionou abrir as portas para essa relação com a Índia que é um país tão importante e emblemático", comentou o prefeito. 

Umesh Mukhi destaca que a ligação entre a cidade de Cuiabá e o seu país só foi possível devido às semelhanças culturais detectadas. Cuiabá, conforme ele, possui pessoas com características acolhedoras, de paz, união e de bondade. "Existem semelhanças entre as culturas entre o meu país e Cuiabá, e por ser professor eu consigo ter esse olhar. Esse projeto do Parque da Paz terá a capacidade de divulgar valores, porque é educativo. Não é só um projeto comercial, mas, é um projeto amplo e holístico que vai integrar a população cuiabana com a indiana. A Capital de Mato Grosso e os turistas que vierem para cá, irão conhecer uma figura de não violência e vai dar inspiração para muitos. A Cultura indiana está ligada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis ODS, da ONU. Isso é forte e muito importante esta ligação com a Índia", disse ele. 

O professor Mukhi expressou interesse em criar uma parceria entre a Prefeitura de Cuiabá e a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV EAESP) e deixou um convite para o prefeito palestrar como é administrar uma cidade com o potencial de Cuiabá. 

O gestor do Centro de Inteligência de Desenvolvimento Sustentável de Cuiabá, ligado à Secretaria de Governo, Alex de Deus, destacou que o país pretende doar duas estátuas para serem colocadas no Parque da Paz, sendo uma de Gandhi e outra a ser definida. "Umesh Mukhi, está nos ajudando neste projeto, mantendo as relações com o país da Índia. E essas estátuas são de pessoas que representam a paz, a não violência. Cuiabá tem todas as características para ter um local que vai mostrar a cultura Indiana por termos semelhanças dos nossos povos", descreve o gestor. 

Para mais informações acesse o link.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.