Sala de Democracia Digital é apresentada a observadores da OEA

A FGV DAPP apresentou análises do debate político nas redes e o impacto de robôs e da desinformação nas eleições, monitorados pela Sala de Democracia Digital #observa2018.
Políticas Públicas
05 Outubro 2018
Sala de Democracia Digital é apresentada a observadores da OEA

A Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP) recebeu, no dia 3 de outubro, a visita de membros da Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (MOE/OEA), liderada pela ex-presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla Miranda. Em sua primeira vez acompanhando as eleições no Brasil, a missão visitou a Diretoria com objetivo de observar o papel das redes sociais no processo eleitoral deste ano.

A FGV DAPP apresentou análises do debate político nas redes e o impacto de robôs e da desinformação nas eleições, monitorados pela Sala de Democracia Digital #observa2018. Essas informações podem contribuir para encontrar gargalos e possíveis áreas de atuação em busca de fortalecer as democracias do continente, como reforçou Gerardo de Icaza, diretor do Departamento de Observação e Cooperação Eleitoral da OEA:

“Gostaria de parabenizar a Fundação Getulio Vargas pela iniciativa da Sala de Democracia Digital. A Missão de Observação Eleitoral da OEA recebeu uma apresentação realmente impressionante, com todas as análises de informação e desinformação das redes sociais sobre as eleições 2018.  As redes sociais não são o futuro das campanhas eleitorais, são o presente, isso que a gente está comprovando. Toda informação que for entregue será valorizada pela Missão de Observação Eleitoral”, afirmou Icaza.

A missão atuará em 12 estados brasileiros: Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Amazonas, Pará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina e ainda há um grupo que observará de fora do Brasil.

Conheça a Sala de Democracia Digital.