Seminário debate essência do esporte como ferramenta de crescimento e bem-estar

"O esporte enfatiza valores importantíssimos e fundamentais, e, acima de qualquer interesse comercial, atletas e organizações esportivas, profissionais e amadores têm a responsabilidade de abraçá-los e promovê-los", afirma o coordenador acadêmico do curso FGV/FIFA/CIES, Pedro Trengrouse.
Administração
22 Agosto 2018
Seminário debate essência do esporte como ferramenta de crescimento e bem-estar

Com o objetivo de debater a essência do esporte como ferramenta de crescimento e bem-estar, a Fundação Getulio Vargas promove, dia 25 de agosto, no Rio de Janeiro, o VIII Seminário de Gestão Esportiva FGV/FIFA/CIES. A ideia é mostrar também que, apesar do setor ter se transformado em um negócio que rende bilhões de dólares por ano, ainda é um importante instrumento para o desenvolvimento integral das pessoas, ferramenta de crescimento econômico e promoção de bem-estar social. O evento será realizado no Centro Cultural FGV (Praia de Botafogo, 186. Botafogo, Rio de Janeiro/RJ).

"Seja no esporte ou na vida, vencer a qualquer preço não vale a pena. O mais importante é como se joga o jogo. Os momentos da vida e o que fazemos com eles, como tratamos os outros e a nós mesmos fazem a diferença, definindo a sociedade e quem somos. O esporte enfatiza valores importantíssimos e fundamentais, e, acima de qualquer interesse comercial, atletas e organizações esportivas, profissionais e amadores têm a responsabilidade de abraçá-los e promovê-los", afirma o coordenador acadêmico do curso FGV/FIFA/CIES, Pedro Trengrouse.

Na ocasião, o enviado do Vaticano, Monsenhor Melchor Sánchez de Toca y Alameda, subsecretário do Conselho Pontifício para Cultura, abordará como o esporte faz parte do desenvolvimento integral da pessoa humana. Sua palestra terá como base o documento “Dar o melhor de si”.  É o primeiro na história da Igreja dedicado ao esporte e tem o objetivo de ajudar atletas e equipes a entenderem a relação entre dar o melhor de si no esporte e também na fé cristã.

O evento conta ainda com uma palestra sobre o contexto social da excelência no esporte e como países pequenos, como a Islândia, alcançam sucesso internacional no futebol, com Viðar Halldórsson. Ele é PhD, professor da Universidade da Islândia, Membro do Centro Islandês de Pesquisa e Análise Social e autor de diversas publicações sobre esporte.

O seminário terá também outras palestras. A embaixadora Vera Cintia Alvarez, coordenadora geral de Cooperação Esportiva do Ministério das Relações Exteriores, abordará o “Soft Power do Esporte”, a capacidade de um país influenciar outros por meio da sua cultura e valores, angariando benefícios. Paulo Wanderley, presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), e Mizael Conrado, presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro, vão tratar do tema Olimpismo. O termo designa uma filosofia de vida que enaltece o equilíbrio entre corpo, mente e espírito, tendo como princípios amizade, compreensão mútua, solidariedade e jogo limpo, estimulando a alegria do esforço, bons exemplos e princípios éticos universais. Haverá ainda a participação de medalhistas olímpicos como Lars Grael, Ana Moser e Flávio Canto, que debaterão a responsabilidade social dos atletas.

Para mais informações, acesse o site.