Seminário do IBRE discute rumos econômicos da América Latina

Institucional
08 Agosto 2012

Com mais de 340 inscrições confirmadas, será realizado nos dias 9 e 10 o seminário ?Para onde vai a América Latina??. No evento, que será transmitido ao vivo no portal do IBRE (www.ibre.fgv.br), os palestrantes irão analisar e contrastar o desempenho econômico dos países latinoamericanos a partir de suas próprias experiências, além de traçar perspectivas da economia da área para os próximos anos.Especialistas do IBRE, do Banco Mundial e de países como Estados Unidos, Chile, Colômbia, México, Peru e Argentina irão debater sobre a recente primarização das pautas de exportação, diante dos temores de que uma extrema dependência da evolução dos preços das commodities no mercado externo possa ser acompanhada de desindustrialização. Para ajudar a entender melhor o cenário no qual o Brasil está inserido junto às demais nações latinoamericanas, o público receberá a revista Conjuntura Econômica do mês de julho, cuja reportagem de capa traz um amplo raio-x do fortalecimento interno dessas economias nos últimos anos e o que as espera no futuro. Após a crise de 2008, que afetou o crescimento da Europa e dos EUA, a América Latina passou a ser olhada com maior atenção pelo mundo. Conforme relata o editor da Conjuntura Econômica, Claudio Conceição, essa década dourada, no entanto, parece estar chegando ao fim. ?Com um ambiente externo mais volátil, reflexo da crise internacional, e com menor crescimento da economia chinesa, o continente terá pela frente novos desafios que colocarão à prova sua capacidade de continuar reduzindo a pobreza e manter acesa a chama do crescimento?. O seminário será realizado no auditório do 12º andar da sede da FGV, no Rio de Janeiro. 

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.