Sondagem do IBRE aponta que taxa de expansão da capacidade industrial ainda é alta

Institucional
22 Março 2012

A sondagem de investimentos da indústria realizada pelo IBRE em janeiro e fevereiro deste ano revela que a taxa da expansão da capacidade instalada projetada para o triênio 2012-2015 caiu com relação ao mesmo período do ano anterior. Ainda assim, o IBRE considera que a taxa de 21,7% é considerada alta, representando um crescimento de anual médio de 6,8%. O principal setor industrial que pretende expandir seus investimentos é o de bens não duráveis de consumo, seguido pelo de bens duráveis. Para 2012, mais empresários acreditam que a demanda interna exercerá uma influência positiva sobre os investimentos produtivos: 75%, enquanto 7% projetam influência negativa. Já a percepção do ambiente macroeconômico pelo empresariado é mais pessimista entre o início do ano passado e o início deste ano. A situação econômica externa é a única considerada influência negativa por um número maior de empresários do que uma influência positiva, mas ainda assim apresenta melhora de 17 p.p. com relação à sondagem do ano passado. A Sondagem de Investimentos é um levantamento estatístico trimestral que sinaliza sobre o rumo dos investimentos produtivos no setor industrial e foi realizada entre janeiro e fevereiro deste ano, com 779 empresas.  

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.