Transportes são gargalo do agronegócio neste ano, aponta IBRE

A infraestrutura logística é o principal desafio para o agronegócio brasileiro em 2014. É o que afirma a pesquisadora do IBRE, Daniela Rocha. A economista defende os leilões de concessão na área de infraestrutura de transportes e o investimento também em hidrovias, portos e ferrovias.
Institucional
08 Janeiro 2014

A infraestrutura logística é o principal desafio para o agronegócio brasileiro em 2014. É o que afirma a pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia (FGV/IBRE), Daniela Rocha, em entrevista à Agência Brasil. De acordo com Daniela, apesar de o país ter registrado produtividade elevada no ano passado e da perspectiva de aumento da safra neste ano, os problemas de infraestrutura impedem que a produção seja escoada de forma adequada. ?A produção tem aumentado por causa dos avanços tecnológicos, mas a gente está com dificuldade de escoar?, diz.A economista defende os leilões de concessão na área de infraestrutura de transportes e o investimento também em hidrovias, portos e ferrovias, por exemplo, que podem ser combinados.  Segundo Daniela, o foco do planejamento apenas no transporte rodoviário deve ser repensado. ?Não pode ser só rodovia, porque tem a questão da quilometragem. O ideal é fazer combinações, senão o custo do frete vai sair elevadíssimo?, observa. Ela lembra, ainda, que o governo federal já deu um grande passo com as concessões de portos, rodovias, aeroportos e ferrovias; no entanto, os resultados dos primeiros leilões devem demorar um pouco para serem sentidos. ?Daqui a três ou quatro anos?, estima Daniela.