TSE reconhece contribuição da FGV no combate à desinformação e fake news nas eleições 2020

O ministro Luis Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, enviou documento à FGV e ao Diretor de Análise de Políticas Públicas, Marco Aurélio Ruediger, agradecendo pela valiosa colaboração prestada no âmbito do Programa de Enfrentamento à Desinformação nas Eleições 2020
Políticas Públicas
08 Janeiro 2021
TSE reconhece contribuição da FGV no combate à desinformação e fake news nas eleições 2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reconheceu a contribuição da Fundação Getulio Vargas no Programa de Enfrentamento à Desinformação com foco nas Eleições 2020. A iniciativa contou com ativa participação da Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV DAPP).

“O Tribunal Superior Eleitoral agradece à FGV e ao Diretor de Análise de Políticas Públicas, Marco Aurélio Ruediger, pela valiosa colaboração prestada no âmbito do Programa de Enfrentamento à Desinformação com foco nas Eleições 2020, para combater e mitigar os efeitos negativos provocados pela desinformação, bem como para garantir aos eleitores acesso a informações verídicas sobre o processo eleitoral, contribuindo para o exercício do direito de voto de forma consciente e plena”, diz o documento, enviado e assinado pelo Ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE.

Antes do primeiro turno, realizado no dia 15 de novembro, a FGV DAPP fez o lançamento do estudo Desinformação On-line e Eleições no Brasil: A circulação de links sobre desconfiança no sistema eleitoral brasileiro no Facebook e no YouTube (2014-2020), em que apresenta dados inéditos sobre a circulação de textos e vídeos nas plataformas, com desinformação que tem como alvo a Justiça Eleitoral e as Eleições de forma geral, contestando a integridade do processo. O lançamento foi feito no marco da cooperação entre FGV DAPP e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que visa qualificar o debate sobre desinformação nas eleições.

Já ao término das eleições municipais, após a realização do segundo turno, a FGV DAPP lançou o estudo O ecossistema digital nas eleições municipais de 2020 no Brasil: o buzz da desconfiança no sistema eleitoral no Facebook, YouTube e Twitter, que analisou cerca de 1,5 milhão de postagens analisando os fluxos de conteúdos e eixos narrativos que apoiam a desconfiança no sistema eleitoral brasileiro.

“A Fundação Getulio Vargas, através da FGV DAPP, uma unidade inovadora que atua na análise da circulação da informação e seus impactos na dinâmica social e econômica, amplia seu protagonismo em prol das instituições brasileiras e da democracia cumprindo assim, mais uma vez, sua missão de apoiar o desenvolvimento nacional”, destaca Marco Aurélio Ruediger, diretor da FGV DAPP.

As pesquisas realizadas pela FGV DAPP sobre desinformação e eleições estão disponíveis no site.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.