Webinar discute processo de escolha de ministros para o STF e marca lançamento de livro sobre o tema

O webinar contará com a participação de Joaquim Falcão, professor pesquisador titular da FGV Direito Rio; Paulo Daflon Barrozo, professor da Boston College Law School; e Francisco Bosco, filósofo e apresentador do canal GNT; e Álvaro Palma de Jorge, professor fundador da FGV Direito Rio e autor do livro "Supremo Interesse", que será lançado durante o evento.
Direito
30 Junho 2020
Webinar discute processo de escolha de ministros para o STF e marca lançamento de livro sobre o tema

A sucessão dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estará na pauta dos debates públicos do segundo semestre de 2020. Em novembro, o decano, ministro Celso de Mello, completa 75 anos e terá que se aposentar após 31 anos na Corte. Para falar sobre como funciona o processo na teoria e na prática, trazendo argumentos sobre a importância da participação social, histórico e comparação com o processo nos EUA, a Escola de Direito do Rio de Janeiro realiza, no dia 2 de julho, às 18h, o webinar "Supremo Interesse: A evolução do processo de seleção dos ministros do STF".

O webinar contará com a participação de Joaquim Falcão, professor pesquisador titular da FGV Direito Rio; Paulo Daflon Barrozo, professor da Boston College Law School; e Francisco Bosco, filósofo e apresentador do canal GNT; e Álvaro Palma de Jorge, professor fundador da FGV Direito Rio e autor do livro "Supremo Interesse", que será lançado durante o evento.

No livro, o professor Álvaro Palma de Jorge enfrenta questões como: de onde vêm os ministros do STF? Como são escolhidos? Quem controla essa escolha? E de que forma? A obra apresenta no detalhe a evolução e o atual processo de escolha dos ministros do STF e como ele pode servir (ou não) para controlar quem vai ter assento na mais importante Corte do país.

O Supremo Tribunal Federal exerce atualmente um dos papéis mais relevantes no tabuleiro institucional brasileiro. Não concursados, nem eleitos, os ministros do STF decidem questões centrais para o rumo das políticas públicas no país e, muitas vezes, se chocam, em nome da defesa da Constituição, com as vontades do Presidente da República e do Congresso Nacional. Apesar da relevância do papel do STF, no entanto, pouco se investiga no Brasil como é o processo de escolha de seus ministros.

Para mais informações e inscrições acesse o site.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.