Workshop aborda uso de tecnologias digitais para preservação e acesso de dados em acervos de museus

Evento vai discutir o estado da arte das coleções científicas de história natural e antropologia do Museu Nacional e instituições correlatas aliadas às novas tecnologias digitais
Matemática Aplicada
23 Agosto 2019
Workshop aborda uso de tecnologias digitais para preservação e acesso de dados em acervos de museus

As Coleções científicas compõem a infraestrutura básica de suporte para o desenvolvimento científico e inovação tecnológica nas áreas de biodiversidade, meio ambiente, antropologia, saúde e agricultura. O assunto será tema do “I Workshop ColDigi”, que será realizado com o apoio da Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp) nos dias 26 e 27 de agosto, a partir das 8h, no auditório da Sede FGV (Praia de Botafogo, 190. 12º andar. Botafogo, Rio de Janeiro/RJ).

O workshop vai discutir o estado da arte das coleções científicas de história natural e antropologia do Museu Nacional e instituições correlatas aliadas às novas tecnologias digitais que vêm sendo incorporadas nos últimos anos. Na vanguarda desse segmento encontra-se o Museu de História Natural de Londres que irá apresentar o andamento de projetos que trabalham de forma ampla dados de história natural em museus e instituições científicas da Europa no escopo dos projetos DISSCO e Synthesys.

Nesse contexto, ações estratégicas na digitalização, salvaguarda e disponibilização de dados de coleção em plataformas abertas tem sido a tendência nos últimos anos a ser seguida. Tais medidas, aliadas as novas tecnologias digitais, permitem a caracterização rápida e confiável do acervo, proporcionam procedimentos gerenciais eficientes e com rastreabilidade das amostras e das informações a elas associadas e é essencial para promover a preservação e acessibilidade aos dados ao conferir maior longevidade através do armazenamento e redução do manuseio.

O workshop também vai debater como o acesso aos dados de forma aberta aumenta enormemente a visibilidade e solidifica a relevância das instituições, permitindo maior articulação entre acervos e políticas patrimoniais de preservação e difusão científica e cultural.

Para mais informações e inscrições, acesse o site.