Workshop no Reino Unido discute proteção, conservação e recuperação do Patrimônio Cultural

O workshop foi financiado pelo Esquema Acelerador para Redes Internacionais e Impactos (ASINI) da Universidade de Brighton e foi organizado por membros do Centro de Sistemas Seguros, Inteligentes e Utilizáveis, Centro de Resiliência para Justiça Social e Centro de História do Design.
Matemática Aplicada
03 Maio 2019
Workshop no Reino Unido discute proteção, conservação e recuperação do Patrimônio Cultural

Em resposta às iniciativas de fortalecimento da rede de pesquisadores em torno do tema da contribuição digital para herança cultural, a Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp) foi convidada a integrar de uma delegação brasileira para participar do evento na Universidade de Brighton (Reino Unido) para discutir o tema “Community led digital strategies for safeguarding and (re)building resilient cultural heritage”, realizado entre 29 e 30 de abril. A intenção do encontro foi identificar problemas de interesse comum que estejam no escopo das chamadas públicas para fomento bilateral entre Reino Unido e Brasil.

O workshop teve como objetivo explorar oportunidades para o desenvolvimento de estratégias comunitárias e digitais para a proteção, conservação e recuperação do Patrimônio Cultural. A delegação brasileira, formada por Asla Medeiros e Sá (FGV EMAp), Cristiana Serejo (Museu Nacional/UFRJ), Edmundo Pereira (Museu Nacional/UFRJ) e Laura Taves (Museu do Amanhã) buscou explorar, de forma expandida e interdisciplinar, como as tecnologias digitais ou metodologias para seu desenvolvimento podem apoiar e capacitar as comunidades para salvaguardar, proteger e recuperar sua herança cultural e instituições públicas relacionadas contra ameaças como decadência e destruição devido a negligência, pilhagem, tráfico, vandalismo, desastres naturais ou causados pelo homem.

“A oportunidade da visita se apresenta no contexto de um esforço da comunidade científica tecnológica ligada ao setor de herança cultural, em buscar soluções face ao desastre ocorrido no Museu Nacional. Para o evento foram convidadas delegações do Brasil (Rio de Janeiro), México e Egito. O objetivo é compartilhas as experiências, buscar soluções e financiamento para projetos”, destaca Asla Medeiros e Sá.

O workshop foi financiado pelo Esquema Acelerador para Redes Internacionais e Impactos (ASINI) da Universidade de Brighton e foi organizado por membros do Centro de Sistemas Seguros, Inteligentes e Utilizáveis, Centro de Resiliência para Justiça Social e Centro de História do Design. Este esquema utiliza recursos alocados à Universidade pela Research England como parte do Fundo de Pesquisa em Desafios Globais (GCRF) especificamente para apoiar atividades que serão direta e principalmente benéficas para os desafios dos países em desenvolvimento na lista do Comitê de Assistência ao Desenvolvimento (DAC).