Artigo sobre relação entre dívida e PIB brasileiros é publicado em periódico acadêmico

Os autores defendem que o país precisa estar preparado para uma mudança brusca na condução de sua política fiscal, que leve em consideração o reequilíbrio e sustentabilidade da relação dívida/PIB.
Economia
17 Junho 2019
Artigo sobre relação entre dívida e PIB brasileiros é publicado em periódico acadêmico

O artigo “Um alerta sobre a recente queda na reação fiscal no Brasil”, de autoria dos professores da EPGE Escola Brasileira de Economia e Finanças (FGV EPGE) Eduardo Lima Campos e Rubens Penha Cysne, acaba de ser publicado na revista Brazilian Journal of Political Economy, periódico acadêmico voltado ao debate sobre desenvolvimento econômico e social e a estabilidade macroeconômica.

No estudo, os autores avaliam duas mensagens importantes e preocupantes transmitidas pela reação do superávit primário do governo brasileiro à evolução da relação dívida/PIB. Em primeiro lugar, destacam os professores, a função de reação fiscal vem diminuindo quase constantemente desde 2012. A segunda consideração é de que essa função passou de positiva para negativa a partir de outubro de 2017.

“Com taxas de juros reais efetivas (sobre a dívida pública líquida) maiores do que as perspectivas de crescimento do PIB, os números negativos para a função de reação fiscal significam uma trajetória não sustentável da dívida. Portanto, ajustes fiscais significativos terão que ser feitos no curto prazo”, destacam.

Diante desse desequilíbrio, os autores defendem que o país precisa estar preparado para uma mudança brusca na condução de sua política fiscal, que leve em consideração o reequilíbrio e sustentabilidade da relação dívida/PIB.

Para ler o artigo na íntegra, acesse o site.

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.